April 3, 2018 / 5:01 PM / 7 months ago

CEO da Toshiba rejeita cancelar negócio de US$18 bi, exceto por mudança relevante

REUTERS/Toru Hanai

TÓQUIO (Reuters) - A Toshiba não cogita cancelar a venda de 18 bilhões de dólares da unidade de chips de memória a menos que haja uma “grande mudança material”, disse o novo presidente-executivo do conglomerado japonês nesta terça-feira.

A empresa não conseguiu concluir a venda para um consórcio liderado pela companhia de private equity norte-americana Bain Capital no prazo acordado de 31 de março enquanto aguarda a aprovação do órgão regulador antimonopólio da China.

Pelo acordo, a Toshiba agora tem a opção de cancelar a venda sem prejuízo. O cancelamento daria à Toshiba a liberdade de seguir caminhos alternativos, como renegociar a venda ou realizar uma oferta inicial de ações - movimento que os acionistas ativistas pediram à Toshiba para considerar.

“Manteremos nossa postura e esperaremos pela aprovação regulatória chinesa, a menos que mudanças drásticas ocorram”, disse Nobuaki Kurumatani a repórteres. A Toshiba pretende concluir a venda o mais rápido possível, disse ele.

Questionado sobre o que quis dizer com mudança drástica, ele citou a falha em receber aprovação regulatória chinesa ou alguma situação imprevista envolvendo o consórcio.

Por Makiko Yamazaki

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below