September 27, 2018 / 1:34 PM / 24 days ago

TomTom estuda vender divisão de gerenciamento de frota para focar em software de navegação

AMSTERDÃ (Reuters) - A TomTom está considerando vender seu negócio de gerenciamento de frota para focar na competição com o Google em software de navegação de carro, disse a companhia nesta quinta-feira.    

Sistema de navegação da TomTom em frente ao logo da companhia 28/07/2017 REUTERS/Dado Ruvic

As ações da empresa holandesa subiram 17 por cento, para 7,25 euros, mas isso só recuperou metade da perda de um dia sofrida na semana passada, quando o Google anunciou um acordo de fornecimento de longo alcance com um grupo de montadoras, incluindo Renault, Nissan e Mitsubishi.    

A TomTom informou que começou uma revisão estratégica de sua divisão de telemática, que ajuda as empresas a economizar dinheiro usando software para monitorar e melhorar o desempenho de suas frotas de carros e caminhões e foi avaliada por analistas em cerca de 700 milhões de euros.    

O presidente-executivo da empresa, Harold Goddijn, disse que a ameaça representada pelo Google não teve nenhum papel na decisão da TomTom e que a empresa quer se concentrar em vender softwares de navegação, tráfego e outros para montadoras.    

“Quero focar a empresa unida por trás dessa meta, dar à empresa um perfil mais claro”, disse ele à Reuters. “É verdade que hoje é uma jornada mais atribulada, mas é disso que gostamos, é nisso que somos bons.” 

PERDENDO TERRENO?    

Alguns analistas disseram que a TomTom, que é livre de dívidas, mas marginalmente lucrativa, será relegada ao terceiro lugar em seu principal mercado. Eles dizem que ficará atrás do Google e do líder de mercado Here Technologies, que pertence às três maiores montadoras alemãs.    

“Esse não é um cenário para o qual estamos planejando”, disse Goddijn, acrescentando que as montadoras devem ter cuidado ao se tornarem dependentes do software do Google.    

“Estou confiante de que a indústria automobilística vai se reunir e dizer o que está acontecendo aqui. A indústria automobilística é notória por não permitir componentes de fonte única em sua cadeia de desenvolvimento.”    

Goddijn disse que não poderia comentar sobre como a TomTom usaria lucros de uma venda do setor de telemática, mas uma injeção de dinheiro seria claramente bem-vinda para uma empresa que gasta mais de 100 milhões de euros por ano para manter e desenvolver sua tecnologia de mapeamento.

Reportagem de Toby Sterling

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below