November 14, 2018 / 2:04 PM / a month ago

Vice-presidente da AT&T é cauteloso sobre o quão rápido a receita em 5G se desenvolverá

Pessoa utiliza celular diante de logo da AT&T durante conferência em Barcelona, Espanha 25/02/2016 REUTERS/Albert Gea/File Photo

BARCELONA (Reuters) - A AT&T está otimista com as perspectivas de receita de longo prazo para os serviços 5G, mas espera que leve anos até que dispositivos com 5G sejam predominantes, disse o vice-presidente financeiro, John Stephens, nesta quarta-feira.

A AT&T, segunda maior operadora de telefonia móvel dos Estados Unidos, desenvolveu alguns casos de uso para a tecnologia móvel da próxima geração, como fábricas conectadas, mas não espera que celulares habilitados para 5G cheguem ao mercado até o final de 2019 ou 2020.

“É um local empolgante. Estamos prontos. Mas não estou aqui para fazer previsões sobre oportunidades de receita em 2019”, disse Stephens em conferência promovida pelo Morgan Stanley em Barcelona.

Stephens disse que apenas 5 por cento dos usuários estão recebendo um novo smartphone a cada trimestre, indicando que levará tempo para o setor crescer.

Por Douglas Busvine e Supantha Mukherjee

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below