November 19, 2018 / 4:46 PM / a month ago

Facebook vai apoiar treinamento de jornalistas na Inglaterra

LONDRES (Reuters) - O Facebook está doando 4,5 milhões de libras (5,8 milhões de dólares) para treinar jornalistas na Inglaterra interessados em cobrir comunidades que perderam jornais locais e repórteres, em parte devido à mudança de leitores e publicidade para a gigante da mídia social.

Anúncio de outdoor do Facebook pode ser visto na estação de metrô Earls Court em Londres 28/07/; 2018. REUTERS/Henry Nicholls

A companhia norte-americana afirmou nesta segunda-feira que reconhece o papel que desempenha sobre os hábitos de obtenção de informação dos consumidores atualmente e que quer fazer mais para apoiar veículos locais.

Cerca de 80 repórteres serão treinados com financiamento fornecido pelo Facebook. Os jornalistas serão recrutados pelas empresas regionais de mídia Newsquest, JPIMedia, Reach, Archant e Midland News Association. A doação será supervisionada pelo Conselho Nacional de Treinamento de Jornalistas (NCTJ), afirmou a rede social.

A pressão financeira vivida por veículos impressos que tentam competir por verbas publicitárias que estão migrando para grandes grupos online como o Facebook foi ressaltada na sexta-feira, quando a britânica Johnston Press, editora dos jornais The Scotsman, The Yorkshire Post e “I”, pediu recuperação judicial.

Cerca de 228 jornais locais fecharam as portas na Inglaterra entre 2005 e 2017, segundo a Press Gazette. Muitos deles foram fechados pelas editoras envolvidas no programa annciado pelo Facebook.

Os editores culparam a mudança do impresso para o online e a perda de receita publicitária para plataformas como Facebook e Google pelo fehamento dos jornais locais. .

A diretora de parcerias estratégicas do Facebook, Sian Cox-Brooker, afirmou que a empresa reconhece que o noticiário local é importante.

“Ouvimos todo o tempo pedidos de nossas comunidades de que é isso que elas querem ler em nossa plataforma, (a mídia local) informa comunidades e tem um papel realmente importante para a responsabilidade de instituições e conselhos”, disse ela.

A rede social afirmou que o programa-piloto, o primeiro do tipo desenvolvido pela companhia, não sinaliza qualquer decisão para a empresa começar a produzir seu próprio conteúdo jornalístico.

“Estamos abertos a trabalhar com qualquer organização em que tenhamos uma clara oportunidade”, disse a diretora de conteúdo da Archant, Laura Adams.

Já a NCTJ afirmou que sua experiência em trabalhar com o Facebook tem sido positiva. “A visão que eu tenho é que o Facebook está sendo sincero na expectativa de que o programa vai levar à criação um volume maior de notícias locais relevantes”, disse a presidente-executiva da entidade, Joanne Butcher.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below