May 31, 2019 / 3:54 PM / 6 months ago

Avaliações proativas de risco de moedas digitais são necessárias, diz agência global

LONDRES (Reuters) - As autoridades reguladoras precisam intensificar as avaliações de risco do setor de criptomoedas, já que as regras atuais são irregulares, e a rápida mudança tecnológica pode criar lacunas nas políticas que regulam o dinheiro digital, disse a entidade de estudos sobre a estabilidade financeira global, FSB.

Os reguladores devem trabalhar para prever riscos na indústria emergente que poderiam afetar a estabilidade financeira, disse o Conselho de Estabilidade Financeira (FSB) nesta sexta-feira em um relatório para ministros das Finanças e governadores de bancos centrais do G20.

A avaliação da exposição dos bancos e outras empresas financeiras ao dinheiro digital é uma ferramenta em potencial, disse o FSB, acrescentando que as moedas digitais não apresentam atualmente um risco material para a estabilidade do sistema financeiro.

Embora organismos globais, incluindo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e o Comitê da Basileia sobre Supervisão Bancária estejam observando criptomoedas, proteção ao investidor, estabilidade financeira e lavagem de dinheiro, as regras variam entre as jurisdições, disse o FSB.

Em sua primeira década, as criptomoedas causaram dores de cabeça para os formuladores de políticas globais e nacionais.

O Bitcoin se adaptou aos radares dos reguladores em 2017, quando a compra frenética do varejo fez o preço da moeda chegar a 20 mil dólares. No ano passado a bolha estourou e a moeda perdeu três quartos de seu valor, ressaltando sua volatilidade.

O FSB, com sede na Suíça, disse que os criptoativos - um termo que inclui o bitcoin e ethereum - às vezes saem fora do escopo de órgãos reguladores de mercado ou de meios de pagamentos, em parte por causa da falta de padrões globais.

Além disso, a rápida mudança tecnológica significa que os “riscos associados aos mercados de criptoativos e o nível de relevância das potenciais lacunas regulatórias continuarão evoluindo”.

Em 2019, o bitcoin acumula alta de 125 por cento e nesta sexta-feira era negociado a cerca de 8.300 dólares. O rali deste ano tem sido pontuado por flutuações de dois dígitos no preço da moeda, semelhantes aos registrados em 2017.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below