June 4, 2019 / 3:06 PM / 3 months ago

Google enfrenta reclamações de privacidade em países europeus

05/12/2018 REUTERS/Arnd Wiegmann/File Photo - RC17E5DABF80

BRUXELAS (Reuters) - Os problemas de privacidade do Google devem aumentar depois que ativistas apresentaram nesta terça-feira reclamações aos reguladores de proteção de dados na França, Alemanha e outros sete países da UE pela forma como a empresa trata os dados da publicidade online.

As críticas espelharam uma queixa apresentada pelo navegador Brave, focado em privacidade, na Irlanda e no Reino Unido, que desencadeou uma investigação do órgão regulador irlandês no mês passado.

O problema é o lance em tempo real, um processo de compra de servidor para servidor que usa um software automatizado para corresponder a milhões de solicitações de anúncios por segundo de plataformas online com lances em tempo real de anunciantes.

A indústria de anúncios online, uma espécie de fiador de dinheiro para Google, Facebook e outras plataformas e anunciantes online, deve crescer para 273 bilhões de dólares este ano, de acordo com a firma de pesquisa eMarketer.

“O sistema de publicidade de lances em tempo real pode estar transmitindo os dados pessoais de usuários para centenas ou milhares de empresas. Esse método de publicidade viola claramente o regulamento de proteção de dados da UE”, disse Eva Simon, especialista legal do grupo de campanha Liberties, que está coordenando as reclamações.

O Google não respondeu imediatamente a uma solicitação de comentário.

Por Foo Yun Chee

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below