August 14, 2019 / 7:08 PM / 4 months ago

Tensões comerciais e fraqueza do iuan impulsionam demanda por criptoativos na China

LONDRES/NOVA YORK (Reuters) - As tensões comerciais entre os Estados Unidos e a China e o enfraquecimento do iuan estão aumentando a demanda por criptomoedas entre os investidores chineses, disseram participantes do mercado internacional.

08/12/2017 REUTERS/Dado Ruvic/Illustration/File Photo - RC1B687DB310

Bolsas, pesquisadores e corretoras disseram à Reuters que viram um aumento na atividade em locais de negociação de criptoativos populares entre os chineses. Eles disseram que os corretores de balcão (OTC), que atuam como intermediários para compradores e vendedores, viram grande parte da atividade.

Medir o volume de negociação de criptoativos na China ou em qualquer outro lugar é muito difícil.

Enquanto as carteiras digitais usadas para enviar e receber criptomoedas podem ser rastreadas com a tecnologia blockchain que sustenta a maioria delas, a localização geográfica dos remetentes não pode. E a proibição do governo chinês de 2017 às plataformas criptográficas significa que há poucos dados sobre o setor no país.

Ainda assim, o impacto da guerra comercial sino-americana na economia chinesa e na queda da moeda está levando investidores maiores a transferir dinheiro do iuan para criptomoedas, disse Andy Chung, diretor de operações da OKEx, uma plataforma popular entre os chineses.

A economia da China foi atingida por tensões comerciais entre Washington e Pequim. Os dados desta quarta-feira mostraram o crescimento mais lento da produção industrial chinesa em 17 anos, sugerindo que as tarifas estão impactando a demanda na segunda maior economia do mundo.

E na semana passada, a China permitiu que o iuan quebrasse o nível chave de 7 por dólar pela primeira vez desde 2008, levando Washington a rotular Pequim como manipulador de moeda e perturbando os mercados.

A forte queda do iuan em 5 de agosto coincidiu com um ganho de 7% do bitcoin e um aumento de 9% na capitalização das criptomoedas, levando analistas a especularem que alguns investidores chineses estavam vendendo o iuan e comprando moedas digitais.

“As pessoas se preocupam não apenas com o iuan, mas com a economia em geral na China. Nós vemos muitas empresas de internet congelando contratações e, na verdade, estão demitindo pessoas por causa da guerra comercial”, disse Chung, que mora em Hong Kong.

A China mantém um rígido controle do capital, deixando poucas opções para os chineses que buscam transferir dinheiro para o exterior. Isso significa que as criptomoedas são, em teoria, um veículo atraente para a movimentação de ativos para fora da China.

De fato, tem havido uma correlação entre um iuan mais fraco e um bitcoin mais forte durante os períodos de menor volatilidade nos mercados de criptomoedas neste ano.

Mati Greenspan, analista da bolsa eToro, disse que, com o dólar dos EUA ultrapassando 7 iuanes, a bolsa viu aumentos significativos no comércio de criptoativos e commodities, juntamente com uma queda moderada nos estoques e nos volumes da moeda fiduciária.

“Criptoativos tiveram um aumento particularmente acentuado no dia da decisão do Banco Popular da China: Volumes em todos os criptoativos da plataforma de negociação da eToro dobraram de seus níveis de uma semana antes, tanto a nível global, quanto na China e em Hong Kong”, acrescentou.

Ainda assim, Greenspan não pôde dizer se a compra dos criptoativos vieram de investidores chineses.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below