for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Amazon enfrenta reação negativa na China por vender camisetas sobre Hong Kong

26/01/2016 REUTERS/Mike Segar/File Photo - RC1690165D50

XANGAI (Reuters) - Usuários chineses de mídias sociais direcionaram sua fúria para Amazon nesta quinta-feira, depois de descobrirem camisetas no site da varejista online com slogans apoiando manifestantes antigoverno em Hong Kong.

A hashtag “Amazon T-Shirts” tornou-se o quarto tópico de maior destaque no Weibo na quarta-feira, na mais recente reação negativa contra uma empresa estrangeira que abordou questões relacionadas ao status territorial de Hong Kong.

O tablóide Global Times, publicado pelo jornal estatal chinês People’s Daily, disse que muitos internautas chineses encontraram as camisetas à venda com slogans como “Free Hong Kong Democracy Now” e “Hong Kong is Not China”, entre outros.

Legiões de internautas acusaram o site de ser insensível ao povo chinês, com um usuário do Weibo escrevendo: “A Amazon já saiu da China, certo? Precisamos ensinar uma lição para essa empresa”.

A gigante do comércio eletrônico fechou seu serviço de vendas domésticas em julho, mas continua a enviar mercadorias do exterior para o país.

Um representante da Amazon não respondeu ao pedido por comentários da Reuters.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up