for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Huawei negocia para instalar sistema operacional russo em tablets para censo, dizem fontes

Logotipo da Huawei aparece no aeroporto international de Shenzhen, na China. 22/7/2019. REUTERS/Aly Song

MOSCOU (Reuters) - A Huawei iniciou conversas com a Rússia para instalar o sistema operacional russo Aurora em 360 mil tablets para realizar o censo populacional em 2020, disseram duas fontes à Reuters.

A Huawei vem buscando sistemas operacionais alternativos ao Android, do Google, após Washington colocou a segunda maior fabricante de smartphones do mundo numa lista negra que ameaça cortar seu acesso a componentes e tecnologia essenciais dos EUA.

“Este é um projeto piloto. Vemos isso como o primeiro estágio do lançamento do sistema operacional russo em dispositivos Huawei”, disse a primeira fonte à Reuters.

A Huawei está negociando com o Ministério das Comunicações da Rússia, disse uma porta-voz da Huawei, sem detalhar.

Na semana passada, a Huawei afirmou que as restrições comerciais dos EUA poderiam reduzir a receita da unidade de smartphones em cerca de 10 bilhões de dólares este ano.

A Rússia está discutindo o uso do Aurora em 360 mil tablets da Huawei até agosto de 2020.

“A Huawei está interessada no projeto e que tablets podem ser usados”, disse a segunda fonte. O Aurora é o único sistema operacional da Rússia e não está sendo usado atualmente.

A Huawei também está correndo para desenvolver um sistema operacional próprio, em preparação para o pior cenário possível, se for desalojada de essenciais aplicativos Android.

A operadora de telecomunicações estatal russa Rostelecom, dona da Aurora, é a única contratada para comprar tablets para o censo populacional na Rússia, que tem uma população de 147 milhões de pessoas, em outubro próximo. Um porta-voz do Ministério das Comunicações se recusou a comentar.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up