September 13, 2019 / 6:00 PM / 2 months ago

Zona do euro intensifica trabalho em projeto de criptomoeda pública

08/01/2013. REUTERS/Kai Pfaffenbach

HELSINQUE (Reuters) - Governos e bancos centrais da zona do euro estão trabalhando em um plano de longo prazo para lançar uma moeda digital pública que eles esperam que torne redundante projetos como a libra, do Facebook, que é vista como um risco à estabilidade financeira, disseram autoridades nesta sexta-feira.

O bloco de 19 países também está unido na busca de uma abordagem regulatória rígida, caso a libra busque autorizações para operar na Europa. Também estão considerando um conjunto comum de regras para moedas virtuais, que atualmente não são regulamentadas.

A UE trabalhou nos últimos anos em vários planos para tornar os pagamentos digitais mais baratos e mais rápidos, mas nenhum deles decolou até o momento. Mas os planos divulgados em junho pelo Facebook para lançar sua própria moeda digital para permitir pagamentos entre centenas de milhões de usuários na Europa e em todo o mundo provocaram uma reconsideração das autoridades europeias.

“A libra foi um alerta”, disse o membro do conselho do Banco Central Europeu (BCE), Benoit Coeure, em entrevista coletiva em Helsinque, após uma reunião de ministros das finanças da zona do euro.

Ele disse que a libra reviveu os esforços para ampliar a aceitação de um projeto apoiado pelo BCE para pagamentos em tempo real na zona do euro, conhecido como TIPS. O projeto, lançado no ano passado, foi recebido com cautela pelos bancos.

“Também precisamos intensificar nosso pensamento sobre uma moeda digital do banco central”, acrescentou, revelando um plano até agora pouco conhecido.

Um funcionário do BCE disse que o projeto poderá permitir que os consumidores usem dinheiro virtual, que seria depositado diretamente no BCE, sem a necessidade de contas bancárias, intermediários financeiros ou contrapartes compensadoras.

Todos esses atores são necessários agora para processar pagamentos digitais, mas podem não ser mais necessários se o BCE assumir suas funções, reduzindo os custos de transação. A libra também não precisará de intermediários financeiros.

O projeto do BCE começou antes do anúncio da libra e pode durar meses ou até anos, disse Coeure. A viabilidade técnica continua a ser estudada e é provável que os bancos se oponham.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below