for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Emissora de TV britânica é criticada por comentários de apresentador sobre 5G e pandemia

LONDRES (Reuters) - Uma das maiores emissoras de televisão do Reino Unido, a ITV, está sendo alvo de críticas após um de seus principais apresentadores afirmar que ninguém sabe se a teoria da conspiração de que a tecnologia 5G ajuda a espalhar o coronavírus é verdadeira.

27/07/2016. REUTERS/Neil Hall

Algumas torres de telecomunicação e engenheiros do setor no Reino Unido foram atacados uma vez que a teoria, negada por cientistas, empresas de telecomunicações e autoridades do governo, espalhou-se pelas redes sociais.

“O que eu não aceito é a mídia tradicional afirmando que isso não é verdade quando eles não sabem se isso não é verdade”, disse Eamonn Holmes, apresentador veterano da ITV no programa “This Morning”, exibido na segunda-feira. “É muito fácil dizer que não é verdade porque isso serve à narrativa do Estado”.

A agência reguladora do mercado de mídia do Reino Unido, Ofcom, afirmou que recebeu 419 reclamações sobre o comentário do apresentador.

Holmes tentou esclarecer seus comentários, afirmando que não há conexão entre a epidemia de coronavírus e a tecnologia 5G e que sugerir o contrário é errado e possivelmente perigoso.

“Toda a teoria relacionada a essa conexão se mostrou falsa e gostaríamos de enfatizar isso”, disse ele no “This Morning”.

“Entretanto, muitas pessoas estão corretamente preocupadas e estão buscando respostas e isso era simplesmente o que eu estava tentando transmitir ontem.”

A BT, dona da operadora de telefonia EE, afirmou que 22 de suas instalações foram atacadas durante o feriado da Páscoa, enquanto a Vodafone disse que 20 de suas torres no Reino Unido foram alvo de ataques incendiários.

O presidente-executivo da Vodafone, Nick Jeffery, disse que “não há absolutamente nenhuma relação entre 5G e coronavírus” e que não há evidência de que a tecnologia seja prejudicial à saúde.

Já Simon Clarke, especialista em microbiologia celular da Universidade de Reading, afirmou que “a ideia de que o Covid-19 é causado pelos sinais do 5G é um lixo completo.

Por Kate Holton

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up