for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Presidente de banco Standard Chartered proíbe uso de Zoom e Google Hangouts

CINGAPURA/NOVA YORK (Reuters) - O Standard Chartered é o primeiro grande banco global a proibir os funcionários de usarem ferramentas de videoconferência da Zoom Video Communications e fazer alertas contra o Google Hangouts, segundo memorando visto pela Reuters.

REUTERS/Tyrone Siu

A mensagem foi disparada pelo presidente-exeuctivo do Standard, Bill Winters, a gestores da instituição na semana passada.

Nenhum serviço oferece o nível de criptografia de conversas disponibilizado por rivais como Webex, da Cisco System, Teams, da Microsoft ou Blue Jeans Network, afirmam especialistas da indústria.

Uma porta-voz do Standard Chartered não comentou o assunto. Ela afirmou que segurança digital continua sendo uma importante prioridade e que os funcionários podem utilizar várias ferramentas autorizadas para conferências.

O banco britânico é o mais recente de uma série de empresas e entidades que se distanciam da Zoom depois que hackers expuseram falhas de segurança ao invadirem conferências, inserindo imagens inadequadas durante apresentações ou ofendendo participantes.

Os chamados incidentes “Zoombombing” afetaram vários tipos de usuários em um momento em que governos do mundo todo forçam suas populações a ficarem em casa na expectativa de conterem o avanço da pandemia de coronavírus.

A Zoom afirmou em março que tinha cerca de 200 milhões de usuários diários, uma alta ante 10 milhões no final do ano passado.

A equipe do Standard Chartered está usando principalmente a ferramenta Blue Jeans, afirmaram duas fontes da instituição.

Em comunicado, a Zoom afirmou que muitos clientes globais, incluindo instituições financeiras, companhias de telecomunicações, universidades e agências governamentais promoveram “exaustivas análises de segurança” da tecnologia da empresa e optaram pelo serviço da companhia.

Fundada por um ex-funcionário da Cisco, Eric Yuan, a Zoom anunciou na semana passada a contratação do chefe de segurança do Facebook, Alex Stamos, como assessor de segurança e questões de privacidade.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up