for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

ARM aumenta preços de tecnologia de chips para alguns clientes, dizem fontes

(Reuters) - A projetista britânica de chips ARM, controlada pelo japonês SoftBank, aumentou as taxas de licenciamento para alguns clientes em negociações recentes, disseram quatro pessoas familiarizadas com o assunto à Reuters.

PBEAHUOJUCO

Em negociações recentes, os representantes de vendas da ARM pressionaram por aumentos de preços que elevarão os custos gerais de licenciamento para alguns clientes em até quatro vezes, disseram duas pessoas familiarizadas com o assunto.

Os custos de licença variam, mas podem totalizar milhões de dólares para projetos críticos, como núcleos de computação complexos. As altas nos preços levaram alguns clientes a considerar alternativas de outras empresas, disseram duas pessoas à Reuters. A ARM disse que não comenta negociações de preços.

A empresa fornece a propriedade intelectual de chips usados na maioria dos smartphones do mundo, incluindo os de Apple e Samsung. A companhia está se expandindo para chips para carros autônomos e tecnologia de rede, entre outros mercados.

O SoftBank comprou a ARM em 2016, por 32 bilhões de dólares, sua maior aquisição, e sinalizou que queria relistar a empresa em bolsa de valores até 2023.

As taxas de licenciamento, que os designers de chips pagam para acessar as tecnologias da ARM, estão impulsionando o crescimento de receita da empresa. No ano fiscal mais recente, a receita cresceu 6,4%, para 582 milhões de dólares, mesmo quando a receita de royalties sobre chips fabricados com as tecnologias da ARM caiu 1,5%, para 1,08 bilhão de dólares.

O SoftBank adquiriu a ARM em parte para capitalizar o esperado boom na área Internet das Coisas (IoT), na qual dispositivos cotidianos, de semáforos a geladeiras, passarão a se conectar à internet.

Mas no setor, a empresa tem enfrentado a concorrência de uma tecnologia de código aberto chamada RISC-V, que pode ser usada por rivais que cobram preços mais baixos ou até mesmo são de graça. A pandemia de coronavírus também diminuiu os investimentos em tecnologias de IoT, disse a empresa de pesquisa de mercado IDC.

Com as receitas da IoT limitadas pela concorrência e pelo momento econômico, a ARM passou a aumentar os preços das tecnologias usadas em chips mais complexos, disseram pessoas familiarizadas com o assunto.

“Isso criou muita tensão para nós”, disse um cliente da ARM à Reuters, dizendo que os aumentos pareciam desproporcionais às melhorias na tecnologia.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up