for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Huawei corta meta de receita na Índia em até 50% e demitirá funcionários, diz jornal

25/03/2019 REUTERS/Tyrone Siu

(Reuters) - A Huawei Technologies cortou sua meta de receita na índia em até 50% este ano e está demitindo mais de metade de sua equipe no país, informou o Economic Times nesta segunda-feira, em meio a pedidos de um boicote para cortar produtos chineses.

A unidade indiana da Huawei disse que a matéria sugerindo demissões de mais da metade dos funcionários da Huawei no país era falsa, mas não elaborou.

O jornal disse que a empresa pretendia faturar entre 350 milhões e 500 milhões de dólares em 2020, em comparação com a faixa de 700 milhões a 800 milhões que pretendia anteriormente na terceira maior economia da Ásia.

O Economic Times disse que a empresa estava cortando entre 60% e 70% de sua equipe indiana, excluindo funcionários de pesquisa e desenvolvimento e do centro global de serviços.

A unidade indiana da Huawei disse que continua “trabalhando em estreita colaboração” com todos os clientes do país.

“Nossas operações e recursos na Índia, apoiados por robustos talentos locais, foram projetados para atender a quaisquer requisitos dos clientes.”

A reportagem do Economic Times ocorre em meio a um aumento do sentimento antiChina na Índia, após o assassinato de 20 soldados indianos por forças chinesas em um conflito na fronteira do Himalaia no mês passado.

Por Sankalp Phartiyal em Nova Délhi, David Kirton em Hong Kong

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up