for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Amazon avança no setor de supermercado online do Reino Unido com entregas mais rápidas e gratuitas

REUTERS/Pascal Rossignol

(Reuters) - A Amazon começará nesta terça-feira a realizar entregas de mercado gratuitas em Londres para seus membros ‘Prime’, com o objetivo de lucrar com a crescente demanda por compras online de itens essenciais, uma tendência que foi impulsionada pelo isolamento devido ao coronavírus.

Os clientes do serviço ‘Prime’ podem pedir alimentos e outros itens domésticos essenciais do serviço ‘Fresh’ da Amazon UK com prazo de entrega de até duas horas para pedidos acima de 40 libras, informou a gigante do comércio eletrônico. Os pedidos feitos antes das 21h serão entregues no mesmo dia, na maioria das áreas disponíveis, afirmou a empresa.

A Amazon informou que reduziu o valor mínimo dos pedidos para clientes Prime para 15 libras, de 40 libras anteriormente, e pretende implantar entregas gratuitas no mesmo dia para clientes Prime em todo o Reino Unido até o final do ano.

Dados do setor mostram que as vendas de supermercado no Reino Unido aumentaram 14,6% nas quatro semanas encerradas em 12 de julho, em comparação com o ano anterior, embora o crescimento tenha sido mais lento do que nas semanas anteriores, conforme as restrições para conter a disseminação do vírus eram afrouxadas.

A Amazon está explorando esse setor desde 2016, quando lançou seu serviço ‘Fresh’, apesar de vender alimentos e bebidas desde o lançamento de seu supermercado online em 2010.

Por Pushkala Aripaka e Tanishaa Nadkar em Bengaluru

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up