23 de Outubro de 2007 / às 01:27 / 10 anos atrás

Microsoft foca em oferta de serviços a clientes corporativos

Por Daisuke Wakabayashi

SEATTLE, Estados Unidos (Reuters) - A Microsoft anunciou no domingo que planeja lançar novos serviços de software dirigidos a clientes empresariais dispostos a pagar uma assinatura mensal, em lugar de licenças.

Os novos serviços são a primeira grande tentativa da Microsoft de prover software via Internet como "serviço" aos clientes empresariais.

A empresa anunciou que vai começar a oferecer, ao longo dos próximos meses, software de email, mensagens instantâneas e colaboração para empresas com mais de cinco mil funcionários. Os aplicativos ficarão hospedados em servidores nos centros de dados da Microsoft e estarão acessíveis aos usuários via Internet.

A nova estratégia se afasta do atual modelo de negócios da Microsoft, que envolve vender licenças para o uso de software instalado nos computadores dos clientes.

"Nós um dia recordaremos esse anúncio e o veremos como a ocasião em que a Microsoft começou de fato a oferecer software mais serviços", disse John Rymer, analista sênior da Forrester Research. "É o primeiro passo, e há muitos outros por vir."

Diante da concorrência da Salesforce.com e do Google, a Microsoft está tentando lançar serviços para grandes organizações sem ameaçar os acordos com empresas que formam a base de boa parte de seus negócios existentes.

Algumas companhias, como a Salesforce, acreditam que o software como serviço substituirá no futuro software em sua forma tradicional, vendido em pacotes. Mas a Microsoft está tentando promover o modelo de "software mais serviços", com a promessa de que essa opção combina o melhor dos dois mundos.

A empresa afirma que seu novo Office Live Workspace é um exemplo dessa estratégia.

O Office Live Workspace, também anunciado domingo, permite que funcionários de empresas compartilhem documentos do Word, planilhas do Excel e apresentações do PowerPoint na Web, gratuitamente. No Workspace, as pessoas podem convidar outros usuários a visitar e comentar documentos mesmo que eles não possuam o Office. Os usuários podem armazenar mais de mil documentos do Office no Workspace e acessá-los por qualquer navegador de Internet.

A Microsoft tem investido bilhões de dólares na construção de enormes centros de processamento de dados para oferecer serviços tanto a clientes regulares quanto usuários em grandes organizações.

A companhia informou que algumas organizações não vão querer que a Microsoft armazene seus emails ou outros softwares importantes e que por isso esses clientes vão continuar comprando licenças.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below