9 de Junho de 2008 / às 11:56 / em 10 anos

Astronautas terminam inspeção final da missão do Discovery

Por Irene Klotz

<p>A astronauta Karen Nyberg, 50a mulher no espa&ccedil;o, flutuando dentro do Discovery. Foto de 8 de junho. Photo by Nasa</p>

HOUSTON (Reuters) - Os astronautas do ônibus espacial Discovery terminaram de instalar o Kibo, novo laboratório de pesquisas japonês, e completaram outras tarefas durante 6 horas e meia de trabalho fora da Estação Espacial Internacional no domingo.

Os astronautas Michael Fossum e Ronald Garan também fizeram manutenção preventiva no ar condicionado da Estação Espacial --a Nasa quer que o equipamento esteja nas melhores condições possíveis antes da aposentadoria da frota de ônibus espaciais em 2010.

O trabalho de domingo foi o mais recente numa série de tarefas incluídas em um cronograma ambicioso para concluir a construção da Estação Espacial Internacional, avaliada em 100 bilhões de dólares, nos dois próximos anos. A agência espacial dos EUA planeja realizar mais nove vôos à Estação em dois anos, além de uma missão específica para atualização do telescópio espacial Hubble.

A 338km acima da Terra, Fossum e Garan fecharam a câmara de compressão da Estação às 17h28 de domingo (horário de Brasília).

A principal tarefa era substituir um tanque de nitrogênio de 249 quilos, que serve para pressurizar o sistema de resfriamento de amônia.

Usando o braço robótico canadense de 18 metros, Garan removeu o tanque antigo e retirou o novo de um compartimento de armazenagem no outro lado da estação.

“Aproveitem o vôo”, disse Karen Nyberg, que operou o guindaste de dentro do laboratório Destiny. Ela manipulou o braço robótico depois de dizer que Garan estaria “no topo do mundo”.

Nyberg e o astronauta japonês Akihito Hoshide, que também operou o braço robótico, reverteram a manobra para que Garan pudesse instalar o tanque novo.

Enquanto isso, Fossum inspecionou a enorme sustentação dos painéis solares da Estação, para que ela sempre esteja voltada para o sol. Uma das dobradiças foi contaminada por lascas de metal e os engenheiros estão vendo a melhor maneira de limpá-la, a fim de prevenir outros danos.

O outro lado está funcionando normalmente, embora uma rápida inspeção de Fossum, feita na quinta-feira, tenha revelado uma fina camada de destroços no anel de metal. Os engenheiros querem analisá-la.

Os astronautas também reinstalaram uma câmera, abastecida com um novo sistema de energia, removeram uma janela do Kibo e as trancas que protegeram o longo braço robótico do laboratório japonês no dia de seu lançamento, 31 de maio.

O Discovery, que entrou em órbita no dia 2 de junho, deve iniciar a viagem de volta à Terra na quarta-feira.

Reportagem adicional de Erwin Seba

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below