September 25, 2008 / 7:41 PM / 10 years ago

Com lote inicial de 30 mil, Claro prevê falta de iPhone no país

Por Taís Fuoco

Com lote inicial de 30 mil, Claro prevê falta de iPhone no país. A Claro acredita que vai faltar iPhone no Brasil, celular da Apple que começa a ser vendido no país na sexta-feira e que é aguardado desde o lançamento nos Estados Unidos, em julho. Foto do Arquivo.REUTERS/Jayanta Shaw (INDIA) (Newscom TagID: rtrphotosthree667960) [Photo via Newscom]

SÃO PAULO (Reuters) - A Claro acredita que vai faltar iPhone no Brasil, celular da Apple que começa a ser vendido no país na sexta-feira e que é aguardado desde o lançamento nos Estados Unidos, em julho.

A companhia, controlada pela mexicana América Móvil, recebeu um lote inicial de 30 mil aparelhos e afirma que a Apple, fabricante do modelo, estaria adaptando os lotes pedidos diante da demanda maior que a esperada.

Segundo João Cox, presidente da Claro, em audioconferência com os jornalistas nesta sexta-feira, “é de se esperar que falte aparelhos nesta primeira etapa”.

Ele afirmou que “a demanda é muito grande, é impressionante”. Em um cadastramento de interessados feito no seu site desde o início de agosto, a companhia recebeu, segundo ele, “mais de 100 mil interessados”.

Estes, no entanto, se cadastraram para receber informações sobre o modelo, e não necessariamente irão adquirir o celular.

A Claro se comprometeu a procurar essas pessoas para checar seu interesse e, em paralelo, colocará o iPhone à venda em um grupo de 25 lojas próprias em 13 Estados.

Cox explicou que “é natural que no lançamento de um produto, haja um ajuste de produção. A demanda é grande em todos os lugares e a Apple tem tentado atender a todos e uma forma de fazer isso é reduzir um pouco dos pedidos de cada um, mas virão muito mais à frente”.

Ele ressaltou que o pedido inicial da Claro “era muito maior que isso”, referindo-se aos 30 mil aparelhos recebidos. A empresa já fez pedidos para o ano inteiro, mas ele informou não poder revelar a quantia pedida.

A Claro vai vender o iPhone a preços entre 1 mil e 2,6 mil reais, de acordo com o modelo e plano escolhido. Segundo o executivo, “o preço é basicamente o mesmo dos Estados Unidos mais impostos estadual e federal”.

Em julho, quando foi lançado no país de origem da Apple, o iPhone era vendido a 199 dólares.

Para facilitar a aquisição, a Claro vai oferecer financiamentos em 10, 12 e até 24 vezes. Esta última opção, entretanto, só vale para o plano de 400 minutos e para portadores do cartão American Express.

Edição de Vanessa Stelzer

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below