30 de Outubro de 2008 / às 21:50 / em 9 anos

Despesa financeira afeta resultado da Oi no 3o tri

Por Taís Fuoco

SÃO PAULO (Reuters) - O impacto da variação cambial e o aumento do endividamento fizeram com que o lucro líquido da Oi caísse para 246 milhões de reais no terceiro trimestre, ante ganho de 637 milhões de reais em igual período do ano passado.

Segundo José Luís Salazar, diretor financeiro e de relações com investidores da companhia, as perdas da empresa com câmbio no terceiro trimestre foram de 295 milhões de reais.

Ele ressaltou, entretanto, em teleconferência com jornalistas nesta quinta-feira, que a dívida exposta à variação cambial neste momento, de aproximadamente 750 milhões de dólares, é de longo prazo e representa 8,1 por cento da dívida bruta total. "O prazo médio é de cinco anos", disse.

"Neste trimestre, a gente devolveu parte dos ganhos que teve nos últimos trimestres", acrescentou Salasar sobre as operações de hedge.

De acordo com o balanço da companhia, a geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) caiu para 1,619 bilhão de reais. Em igual período de 2007, a cifra tinha sido de 1,908 bilhão de reais.

A margem Ebitda teve um recuo de 8,9 pontos percentuais na comparação ano a ano, para 34,1 por cento.

A empresa divulgou no balanço um efeito negativo de 483 milhões de reais no resultado financeiro líquido, além de citar efeitos não recorrentes positivos em igual trimestre do ano passado, de 229 milhões de reais por reversão de provisões.

A dívida líquida saltou para 9,150 bilhões de reais, ante endividamento de 3,126 bilhões em igual período do ano passado.

A operadora citou o pagamento de dividendos extraordinários de 1,9 bilhão de reais, a aquisição de 948 milhões de reais em ações preferenciais da Brasil Telecom e 132 milhões de reais em ações da Tele Norte Celular, holding da Amazônia Celular, como fatores que ampliaram o endividamento.

A receita líquida teve alta de 7,1 por cento na comparação com o mesmo trimestre do ano passado, para 4,753 bilhões de reais.

Na receita bruta, os maiores índices de crescimento sobre 2007 vieram da telefonia celular (46,3 por cento) e dos serviços de Internet banda larga (15,6 por cento).

GERAÇÃO DE CAIXA SUFICIENTE PARA COMPRA

O executivo explicou que "o capital necessário para a aquisição da Brasil Telecom está bem equacionado" e que a Oi está em fase de negociação com os bancos para captações de curto prazo.

Mesmo que não consiga fechá-las, disse ele, a empresa encerrou o terceiro trimestre com 8,575 bilhões de reais em caixa e "tem geração de caixa suficiente" para completar o negócio.

Segundo ele, o fato de a companhia ter antecipado algumas captações no primeiro semestre "gerou um conforto grande".

Mais recentemente, a Oi pensou em fazer uma emissão de eurobonds de 30 anos, mas desistiu diante do cenário adverso dos mercados internacionais.

"Evidentemente, a Oi tentou ter um pouco mais de gordura, daria um pouco mais de tranquilidade, mas não foi possível", comentou.

A compra da Brasil Telecom, anunciada em 25 de abril, envolve 5,86 bilhões de reais pelo bloco de controle, mas pode totalizar até 13 bilhões de reais com as ofertas públicas pelos demais papéis em circulação.

A Oi também pagou 315 milhões de reais para pôr fim aos litígios entre os sócios da Brasil Telecom e se comprometeu a pagar uma multa de 490 milhões de reais caso não consiga finalizar a compra até 20 de dezembro.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below