12 de Novembro de 2008 / às 14:32 / 9 anos atrás

Investidores pressionam por venda da Sun Microsystems

Por Anupreeta Das e Jim Finkle

SÃO FRANCISCO/BOSTON, Estados Unidos, 12 de novembro (Reuters) - A Sun Microsystems poderá ser forçada a organizar sua venda, ou parte de seus ativos, diante de uma crise financeira mundial que aumenta os problemas que atingem a fabricante de computadores de alto desempenho. A empresa vem enfrentando problemas desde o estouro da bolha da Internet no início dos anos 2000.

Mas a restrição do mercado de crédito e o desafio de dar valor ao conjunto da softwares, hardware e serviços interligados da Sun poderá afastar compradores em potencial, como os rivais na produção de servidores Hewlett-Packard, IBM e Dell, disseram analistas.

No último mês, a empresa de investimentos Southeastern Asset Management anunciou que se tornou a principal investidora na Sun, detendo um quinto de suas ações, e informou que pode abordar o conselho de administração da empresa sobre negociações com “terceiros” sobre alternativas.

Outros investidores, como a empresa de private equity Kohlberg Kravis Roberts (KKR) , também poderão apoiar uma possível venda para recuperar dinheiro. A KKR tem um assento no conselho da Sun e teve de registrar perda contábil de 700 milhões de dólares relacionada a investimento na companhia.

“Eu não vejo uma estratégia convincente apresentada pela administração”, disse Shebly Seyrafi, analista da Calyon Securities, acrescentando que a Sun pode estar pressionada para ser divida em duas se a direção falhar em reanimar a companhia.

As ações da Sun despencaram 77 por cento este ano, mais que o dobro do recuo do índice Nasdaq. Na terça-feira, os papéis da empresa encerraram cotados em cerca de 4 dólares, o menor valor em 13 anos. A ação se desvalorizou 98 por cento desde 2000, época do boom das empresas de tecnologia.

Em outubro, a Sun sofreu prejuízo trimestral de 1,7 bilhão de dólares e o presidente-executivo, Jonathan Schwartz, disse que medidas de corte de custos estavam sendo trabalhadas.

Juntamente com HP, IBM e Dell, três especialistas do setor de tecnologia citaram Cisco e Fujitsu como interessados naturais na Sun. Eles falaram sob condição de anonimato, já que disputarão o negócio se a Sun se colocar à venda.

Mas essas companhias podem não querer enfrentar o desafio de integrar a Sun, que tem um valor de mercado de cerca de 3 bilhões de dólares, diante das turbulências da economia.

A Sun pode ser mais bem-sucedida se dividir as suas áreas de software e hardware e vendê-las separadamente, apesar que a avaliação do valor das unidades pode representar um desafio diante do grau de integração delas.

“Eu não acredito que haja comprador para a companhia como um todo hoje”, disse um dos especialistas, que discutiu com algumas empresas interesse na compra da Sun.

BOLHA

Sun tornou-se conhecida na década de 1990, quando pequenas empresas iniciantes de tecnologia corriam para comprar os computadores sofisticados da companhia, que executam o sistema operacional da empresa, o Solaris, há tempos usado pela indústria de serviços financeiros.

Quando a bolsa da Internet estourou entre 2000 e 2001, o financiamento de tais empresas iniciantes secou e grande parte da demanda pelos computadores da Sun sumiu. As companhias de Internet passaram a comprar servidores mais baratos equipados com o sistema operacional livre Linux.

O porta-voz da Sun, Shawn Dainas, afirmou que a companhia teve discussões produtivas com acionistas mas não quis dar mais detalhes. A KKR não comentou o assunto e a Southeastern não retornou ligações.

Um dos negócios que a Sun pode vender com relativa facilidade é a StorageTek, uma companhia de armazenamento de dados comprada pela empresa em 2005 por 4,1 bilhões de dólares. Atualmente, membros do setor bancário estimam que a StorageTek valha entre 750 milhões e 1 bilhão de dólares.

A Oracle também poderia ser uma compradora provável da área de software da Sun, afirmaram os especialistas.

Uma das áreas que deve continuar na Sun é a divisão MySQL, a produtora de software de banco de dados de código aberto, comprada pela Sun por 1 bilhão de dólares este ano. A performance da MySQL ainda não justificou o preço pago, mas a empresa é vista como importante para os planos de crescimento da Sun, informou uma pessoa próxima da compra da companhia pela Sun.

Apesar da pressão sobre os preços dos ativos da Sun, o analista Trip Chowdhry, da Global Equities Research, alertou que os interessados em adquirir a companhia devem pensar duas vezes.

“Se você comprar essa companhia, vai estar comprando problema”, afirmou. “A estrutura de custo bateu no teto. A linha de produtos futuros não existe e clientes estão saindo. Quando você considera essas coisas, somente uma companhia estúpida pensaria em comprar a Sun.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below