14 de Dezembro de 2008 / às 16:40 / em 9 anos

Comando da TIM Brasil vai passar por mudanças nesta semana

Por Taís Fuoco

SÃO PAULO (Reuters) - O comando da operadora TIM no Brasil vai sofrer mudanças nesta semana, a partir de decisões da direção da companhia na Itália.

Fonte próxima à Telecom Italia informou à Reuters que uma das mudanças será a vinda do italiano Luca Luciani, que hoje responde pela operação móvel do grupo em seu país de origem, ao Brasil.

O brasileiro Mario Cesar Pereira de Araujo deverá permanecer nos quadros do grupo, mas poderá deixar a presidência, cargo que ocupa desde março de 2003.

Antes de ingressar na companhia de origem italiana, Araujo era presidente da Tele Centro-Oeste Celular (TCO), operadora mais tarde adquirida pela Vivo.

Em entrevista ao jornal italiano Corriere della Sera neste final de semana, o presidente-executivo do grupo Telecom Italia, Franco Bernabè, afirmou que "o Brasil é um mercado fundamental para o grupo" e, por isso, mandaria para cá seus melhores quadros na área móvel.

CONSULTORIA AJUDOU A ARRUMAR A CASA

A TIM enfrentou problemas nos primeiros meses de 2008 com sua central de atendimento, que trouxe para a base um grande número de inadimplentes.

Diante dos resultados ruins, a companhia contratou uma consultoria e promoveu uma reestruturação dos seus canais de venda, adotando regras mais rígidas para captação e desconexão de clientes e cortando custos de subsídios de aparelhos.

O resultado da estratégia foi sentido no balanço do terceiro trimestre, quando a TIM atingiu um lucro de 22,5 milhões de reais, revertendo o prejuízo de um ano antes. A margem Ebitda subiu para 23,8 por cento, ante os 17,1 por cento do mesmo trimestre de 2007.

O comando da operadora também já passou por mudanças neste ano. Em agosto, a TIM informou que a reorganização serviria para promover um alinhamento mais forte com a Telecom Italia e redirecionar a companhia para novos segmentos.

No processo, o atual presidente no país, Pereira de Araujo, passou a acumular três cargos, mas ele salientou que em dois deles a situação era interina. "Só não sou interino na presidência", brincou o executivo na época.

O cargo de diretor-geral, por exemplo, passou a ser acumulado por ele, mas iria deixar de existir. Antes, o posto era ocupado por Francesco Saverio Locati, que voltou à Itália para um cargo na matriz. Araujo também passou a responder temporariamente pela diretoria financeira.

Outra mudança foi a escolha de Beniamino Bimonte para o cargo de diretor de recursos humanos. Bimonte foi responsável pelo desenvolvimento gerencial em recursos humanos na Telecom Italia.

Na semana passada, o órgão regulador das telecomunicações na Itália autorizou a Telecom Italia a abrir sua rede de telefonia fixa aos competidores, decisão que Bernabe classificou de histórica.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below