23 de Junho de 2009 / às 12:21 / em 8 anos

Nokia e Intel se unem na produção de aparelhos móveis

Por Clare Baldwin e Sinead Carew

SAN FRANCISCO/NOVA YORK (Reuters) - A Intel anunciou uma parceria tecnológica com a Nokia que poderia dar à fabricante de chips a oportunidade que esperava para entrar no mercado de celulares.

As empresas disseram que irão trabalhar juntas para criar uma nova linha de ferramentas de computação móvel para celulares, mas não deram detalhes sobre quando lançariam os produtos nos mercado ou sobre o tipo de produtos wireless que esperam desenvolver.

Sob o acordo, anunciado nesta terça-feira, a Intel disse que deve comprar propriedade intelectual da Nokia relacionada à tecnologia wireless de alta velocidade. As duas empresas também disseram que planejam colaborar em projetos de open-source móvel em software da Linux.

Analistas afirmam que o acordo dá à Intel a oportunidade de competir contra a Qualcomm, fabricante de chips para celulares líder no mercado, e contra a Texas Instruments, uma da principais fornecedoras da Nokia.

“Pelo menos a Intel já passou pela porta de entrada. É um cliente estratégico e importante”, disse o analista da Gartner Jon Erensen, que vê a parceria como uma forma de a Intel entrar no mercado de smartphones.

Mas isso ainda deve demorar. “Estamos falando de algo em torno de 2011, até conseguirem o poder de consumo e (níveis de) integração necessários para esse tipo de aparelho”, afirmou Erensen.

A Intel, que tem microprocessadores em 8 de cada 10 computadores no mundo, já firmou uma parceria de aparelhos celulares com a LG Electronics. O acordo com a finlandesa Nokia, maior fabricante de celulares do mundo, representa um passo ainda maior, segundo analistas.

A aliança pode representar uma maior concorrência para a ARM Holdings Plc, que fornece processadores de celular tanto para a Texas Instruments quanto para a Qualcomm.

A TI e a Qualcomm integram seus chips de base, que conectam aparelhos celulares a redes wireless, com processadores da ARM, que operam o software de sistema do aparelho. A TI e a Qualcomm também fabricam chips para aplicações para operar ferramentas mais avançadas, como vídeo e navegação na Internet.

A Intel já vende chips para netbooks --notebooks menores, sem muitos acessórios, bons para navegar na Web-- e a Nokia já afirmou que considera a possibilidade de expandir suas operações para além do mercado de telefones e começar a desenvolver netbooks.

A parceria também pode ajudar a Nokia a competir com o iPhone da Apple e o BlackBerry da Research In Motion, além do Pre da Palm.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below