9 de Abril de 2010 / às 14:24 / em 8 anos

Facebook adere a esforços para levar britânicos às urnas

Por Peter Griffiths

LONDRES, 9 de abril (Reuters) - Os funcionários dos serviços eleitorais britânicos recorrerão pela primeira vez ao Facebook para encorajar mais pessoas a se registrarem para votar em 6 de maio, depois de uma queda histórica no comparecimento durante as duas eleições nacionais anteriores, informou a organização responsável na sexta-feira.

A Comissão Eleitoral informou que todos os visitantes do site de redes sociais serão perguntados no sábado se já estão registrados para votar. E caso não estejam, serão encaminhados ao site da comissão, onde poderão fazê-lo.

Pelo menos 3,5 milhões de pessoas não se inscreveram para a eleição de 2001 e a comissão estima que possam existir milhões de pessoas na mesma situação agora.

Os jovens estão entre os maiores usuários de Facebook, mas são tradicionalmente o grupo mais difícil de persuadir a votar.

“Se a pessoa não estiver registrada, não pode votar”, disse Clinton Proud, diretor de campanhas na Comissão Eleitoral.

O comparecimento às urnas vêm caindo ao longo dos 100 últimos anos. Na última eleição geral, em 2005, foi de 61,4 por cento. Em contraste, o comparecimento no começo dos anos 50 superava os 80 por cento.

O índice é mais baixo entre os jovens dos 18 aos 24 anos, grupo que viu comparecimento de 37 por cento em 2005 e 39 por cento em 2009, de acordo com estimativas da MORI.

Em relatório divulgado depois da eleição de 2005, a comissão atribuiu o baixo comparecimento à percepção de semelhança entre os principais partidos e a uma campanha vista como “na melhor das hipóteses chocha e na pior negativa em termos de tom, bem como teatral demais.”

Alguns eleitores sentiam que seus votos não fariam diferença porque “nada mudaria”, pouco importando quem vencesse, afirma o relatório.

Os cidadãos mais jovens apresentam menor probabilidade de considerar o voto como um dever cívico, segundo o estudo.

Richard Allan, diretor de políticas públicas do Facebook, informou que o site tinha 23 milhões de usuários no Reino Unido, de todas as idades e formações.

“Portanto, estamos posicionados de forma especialmente favorável para atingir eleitores não registrados”, disse.

Os eleitores precisem se registrar até 20 de abril caso queiram participar de um pleito que as pesquisas indicam como o mais disputado em 20 anos.

Os principais partidos se inspiraram na campanha do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e adotaram o email e a Web, e alguns observadores definem a campanha como “primeira eleição de Internet no Reino Unido”.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below