21 de Maio de 2010 / às 12:47 / em 8 anos

Painéis de LCD serão prioridade em reunião entre Sony e Samsung

TÓQUIO/SEUL (Reuters) - Uma reunião na segunda-feira entre os dirigentes da Samsung Electronics e da Sony provavelmente terá como foco a cooperação adicional em painéis de LCD, já que a fabricante japonesa de eletrônicos vem enfrentando uma escassez desse componente.

Uma oferta estável de painéis é importante para a Sony, que já opera uma joint venture para a fabricação deles com a Samsung, em um esforço para tirar do vermelho suas operações de televisores pela primeira vez em sete anos, neste exercício, e mantê-las lucrativas mais tarde.

A demanda mundial por televisores LCD deve crescer em 24 por cento, para 180 milhões de unidades este ano, de acordo com o grupo de pesquisa Display Search, considerando o efeito positivo do apetite dos mercados emergentes sobre as vendas.

“A Sony registrou alta em suas vendas de televisores este ano... (Ela e a Samsung) precisam discutir o próximo passo,” disse Park Hyun, analista da Prudential Investment & Securities, em Seul.

A Sony quer elevar em 60 por cento as vendas de sua linha Bravia de televisores de tela plana, a 25 milhões de unidades no ano fiscal que se encerra em março de 2011.

A reunião entre Lee Kun-hee, presidente do conselho da Samsung, e Howard Stringer, presidente-executivo da Sony, surge logo depois do anúncio da Samsung quanto a planos de investir o recorde de 16 bilhões de dólares este ano, para ampliar sua produção de chips e painéis.

A possível cooperação poderia acontecer na forma de aquisição de painéis e até de chips, pela Sony junto à Samsung, aproveitado a capacidade adicional de produção que a segunda planeja. Ambas também poderiam chegar a um acordo para expandir a capacidade de produção da S-LCD, sua joint venture de telas, disseram analistas.

A Samsung é a maior fabricante mundial de televisores LCD, com 23 por cento do mercado mundial em 2009, de acordo com a DisplaySearch, seguida pela Sony, com 14,1 por cento, e a LG Electronics, com 11,3 por cento.

“Muita gente imagina de que maneira a Sony poderia derrotar a Samsung, se usa os mesmos painéis que a rival. Mas a empresa tenta adicionar valor aos seus produtos por meio de operações de rede,” disse Nobuo Kurahashi, analista da Mizuho Investors, em Tóquio.

Reportagem de Rhee So-eui, em Seul, e Kiyoshi Takenaka, em Tóquio

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below