4 de Março de 2011 / às 11:18 / 6 anos atrás

Oi reverte prejuízo no 4o tri, mas lucro fica abaixo do previsto

SÃO PAULO (Reuters) - O grupo de telecomunicações Oi divulgou nesta sexta-feira uma reversão no quarto trimestre do prejuízo sofrido em igual período de 2009. Ainda assim, o resultado ficou abaixo das estimativas de analistas.

A empresa teve lucro líquido de 284 milhões de reais nos três últimos meses de 2010, ante prejuízo de 597 milhões de reais no quarto trimestre de 2009.

A média de cinco estimativas de analistas obtidas pela Reuters apontava para lucro da Oi de 386 milhões de reais de outubro a dezembro.

As ações da Oi recuavam 2,43 por cento às 13h35, para 25,66 reais. No mesmo horário, o Ibovespa cedia 0,48 por cento.

Em 2010 como um todo, a Oi teve lucro líquido de 1,75 bilhão de reais, abaixo dos 5,1 bilhões de reais no ano anterior, pelo padrão contábil internacional IFRS. Originalmente, a Oi tinha reportado prejuízo de 436 milhões de reais no acumulado de 2009 pela contabilidade brasileira (BR Gaap).

A migração para o sistema IFRS gerou alterações, por exemplo, na forma de contabilizar o ágio de compra da Brasil Telecom, inflando o lucro líquido de 2009, ainda que sem efeito no caixa da companhia.

A receita líquida total no trimestre encerrado em dezembro ficou em 7,3 bilhões de reais, abaixo dos 7,6 bilhões de reais um ano antes.

A Oi, que recentemente passou a contar com a Portugal Telecom como investidor estratégico, registrou quedas em praticamente todas as linhas de receita com telefonia fixa no quarto trimestre na comparação anual, numa manutenção da tendência em que consumidores trocam seus telefones fixos por celulares.

A exceção foram as receitas com dados, que cresceram 3,4 por cento no quarto trimestre frente ao mesmo período de 2009, para quase 2,4 bilhões de reais. No consolidado do trimestre, a receita líquida com telefonia fixa recuou 7,8 por cento, para 5,3 bilhões de reais.

A companhia fechou o quarto trimestre com 20,02 milhões de linhas fixas em serviço, uma queda anual de 6 por cento. Usuários de banda larga fixa somaram 4,35 milhões, num incremento de 3,4 por cento.

Já em telefonia móvel, o quadro se inverte, com alta de 8,4 por cento no faturamento líquido trimestral, para 1,9 bilhão de reais.

Em telefonia móvel, foram 39,3 milhões de clientes, crescimento de 8,8 por cento, com 624 mil usuários de serviços de terceira geração (3G), expansão de 33 por cento.

Os custos e despesas operacionais consolidadas totalizaram 5,023 bilhões de reais de outubro a dezembro, recuando 7,8 por cento na comparação com o quarto trimestre de 2009 recorrente.

A companhia teve lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) de 2,3 bilhões de reais nos três últimos meses de 2010, contra Ebitda recorrente de 2,2 bilhões de reais um ano antes. A margem passou de 29,1 para 31,2 por cento, na mesma base comparativa.

Assim como o lucro, o Ebitda trimestral ficou aquém do esperado por analistas, que previam 2,55 bilhões de reais.

INVESTIMENTOS E DÍVIDA

A Oi prevê voltar a acelerar os investimentos em 2011, com orçamento de 5 bilhões a 6 bilhões de reais em 2011, quase o dobro dos 3,1 bilhões de reais do ano passado, segundo o diretor financeiro da companhia, Alex Zornig. A maior parte do dinheiro --80 por cento-- será destinada ao crescimento da rede e infraestrutura.

"Vamos voltar a aumentar os investimentos... E buscar crescimento em mercados que a gente entenda que valha a pena crescer", afirmou Zornig em teleconferência com jornalistas.

A entrada da Portugal Telecom no capital da Oi, via aumentos de capital, permitirá que a alavancagem do grupo brasileiro medida pela relação entre dívida líquida e Ebitda caía para 1,4 vez, disse o executivo.

A companhia terminou 2010 com relação dívida líquida/Ebitda de 1,8 vez, abaixo de dezembro de 2009, quando estava em 2,2 vezes.

A Oi tinha no final do ano dívida líquida de 18,7 bilhões de reais, ante 21,9 bilhões de reais no encerramento de 2009.

Por Alberto Alerigi Jr. e Cesar Bianconi

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below