7 de Abril de 2011 / às 16:41 / em 6 anos

Lucro da Samsung no 1o tri cairá; chips vão motivar recuperação

Por Miyoung Kim

SEUL (Reuters) - Os resultados da Samsung Electronics estão prontos para uma recuperação com a retomada do mercado de chips de memória, após a queda no lucro operacional para o menor nível em quase dois anos prevista para o primeiro trimestre.

As quedas nos preços de telas e televisores prejudicaram o desempenho no primeiro trimestre.

Ainda que as perspectivas sejam melhores para o segundo trimestre, a empresa sul-coreana enfrenta dura competição para seus negócios de smartphones e tablets de rivais como a Apple.

A Samsung é a primeira grande empresa de tecnologia asiática a reportar estimativas para os resultados trimestrais depois do terremoto e tsunami que atingiram o Japão em 11 de março, levantando incertezas sobre os efeitos do desastre em manufatureiras no longo prazo.

A Samsung estimou um lucro operacional para o trimestre de janeiro a março de 2,7 trilhões a 3,1 trilhões de won (2,5 bilhões a 2,8 bilhões de dólares). O consenso dos analistas apontava para lucro de 3,2 trilhões de won, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

Mas o ponto médio da previsão da Samsung está em linha com a projeção da StarMine SmartEstimates, que incluiu o peso dos acontecimentos no Japão em recentes estimativas de analistas, apontando para 2,9 trilhões de won.

Esse seria o menor lucro operacional da Samsung desde o segundo trimestre de 2009, e ficaria 34 por cento menor na comparação anual e 4 por cento inferior ao registrado no trimestre imediatamente anterior.

A divulgação oficial do resultado da Samsung está prevista para o final de abril.

CHIPS DEVEM AJUDAR

Uma suspensão prolongada da produção de televisores no Japão após o terremoto pode resultar em perda de receita para a Samsung. A empresa produz telas para a Sony, sua maior cliente gerando perto de 7 trilhões de won em vendas anualmente.

Mas os negócios de semicondutores da Samsung podem se beneficiar de uma oferta apertada de chips de computadores depois que as linhas de produção em algumas companhias japonesas, incluindo a Toshiba --concorrente da Samsung-- foram fechadas pelo desastre natural.

A unidade de chips da Samsung deve representar mais de 60 por cento do lucro da companhia no primeiro trimestre.

A empresa sul-coreana controla quase 40 por cento do mercado global de chips de memória DRAM e NAND. Os preços desses produtos subiram depois do terremoto no Japão.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below