15 de Junho de 2011 / às 19:28 / 6 anos atrás

Ação de serviço de música online Pandora dispara na estreia

Por Jennifer Saba e Liana Baker

NOVA YORK (Reuters) - As ações do site norte-americano de rádio online Pandora chegaram a subir 48 por cento na estreia nesta quarta-feira, com investidores dando pouca importância para temores de que a companhia possa talvez nunca chegar ao lucro.

As ações da companhia abriram a 20 dólares nesta quarta-feira, resultando em um valor de mercado de 3,2 bilhões de dólares para a empresa, e mais tarde chegaram à cotação de até 23,75 dólares. Às 15h53 (horário de Brasília), a ação era cotada a 18,13 dólares, subindo 13,25 por cento.

A companhia está sendo negociada a um valor cerca de 21 vezes maior que a receita em 2010, bem acima do valor grandes companhias da Internet, como Google e Amazon.

"Acredito que esteja altamente supervalorizado", disse Anupam Palit, analista da GreenCrest Capital. "É uma boa companhia, mas o que vemos agora é uma incrível demanda do investidor por IPOs (oferta pública inicial de ações) de empresas de Internet e muitos dólares indo atrás de pouca substância."

A oferta de ações da Pandora segue operações de outras companhias de Internet no mercado de ações, como o site de relacionamento profissional LinkedIn e do site de compras coletivas Groupon, que registrou pedido para abertura de capital neste mês.

Empreendimentos das chamadas mídias sociais online tem chamado a atenção de investidores, que estão antecipando a estréia de companhias como Facebook e Twitter na bolsa de valores, apesar dos reveses como o da Ally Financial, que decidiu atrasar seu IPO estimado em 6 bilhões de dólares devido às condições de mercado.

Por outro lado, o LinkedIn ainda está sendo negociado com valores acima de seu preço de IPO, embora abaixo do pico atingido.

"Ainda é cedo para chamar isso de bolha", disse Palit, da GreenCrest. "Em 12 a 18 meses, quando tivermos novas transações, como o IPO da Groupon, Zynga e Facebook, então saberemos mais."

A Pandora, que tem uma década de existência, tem um serviço online de recomendação de música aos ouvintes baseado nas avaliações de usuários.

Com 90 milhões de usuários registrados nos EUA, a companhia gera receita principalmente com publicidade e ainda precisa pagar royalties pelas músicas. Até o momento, o custo de manutenção do serviço é maior do que o crescimento da receita.

A companhia informou ter registrado "significativos prejuízos operacionais" na última década que totalizaram 92,1 milhões de dólares até o fim de abril deste ano, de acordo com o prospecto do IPO enviado às autoridades do regulatórias do mercado de ações norte-americano.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below