5 de Outubro de 2011 / às 15:18 / 6 anos atrás

Tropeço da Apple com iPhone 4S pode abrir porta para rivais

Por Clare Jim e Miyoung Kim

TAIPEI/SEUL (Reuters) - Os fabricantes rivais de celulares podem ter uma chance de explorar um raro vacilo da Apple no lançamento de seu iPhone 4S, que não encantou os fãs da empresa, para conquistar participação maior no segmento mais lucrativo do mercado de telefonia, afirmaram analistas nesta quarta-feira.

Agentes de mercado apontaram, entretanto, que a Apple decidiu manter os modelos de iPhone mais antigos, reduzindo os preços, o que pode ajudá-la a aumentar vendas nos segmentos de preço mais baixo e nos mercados em desenvolvimento, dominados pela Nokia e Samsung Electronics.

“A Apple já não está em vantagem, e seu serviço em nuvem ficou para trás do (sistema operacional do Google) Android. Agora, ela só pode vender aproveitando a fidelidade à marca,” disse C. K. Lu, analista da Gartner em Taipei.

“Os usuários podem esperar para comprar o próximo iPhone. Quem não puder esperar talvez mude para marcas que ofereçam especificações mais avançadas,” acrescentou.

O iPhone, lançado em 2007 com a tela de toque que todos os rivais adotaram posteriormente, provou ser o novo padrão no crescente mercado de smartphones, e as vendas cada vez mais altas prejudicaram os ambiciosos planos de muitos concorrentes.

Mas as ações da Samsung Electronics, HTC e LG Electronics, que fabricam celulares que utilizam o Android, avançaram depois que a Apple lançou o iPhone 4S na terça-feira.

Na Europa, as ações da Nokia e da Ericsson, que detém metade da joint-venture Sony Ericsson, mostravam alta de 2,4 por cento no começo do pregão desta quarta-feira.

“A Nokia deve se beneficiar do fato de que o novo modelo da Apple não enfatiza o design e, contrariando alguns rumores, a empresa não oferecerá nada novo para o crucial segmento médio do mercado,” afirmaram analistas da Nordea em nota.

O novo iPhone 4S tem formato idêntico ao do modelo anterior, decepcionando os fãs que esperavam um aparelho mais fino e com tela maior para suceder um produto que não tinha sido atualizado em mais de um ano.

Embora truques tecnológicos avançados como comandos de voz --para enviar mensagens, verificar cotações de ações e outros fins-- tenham atraído a atenção de muitos analistas, eles podem não ser suficientes para tornar o aparelho um item de consumo obrigatório.

“A grande preocupação da Samsung era que seu ímpeto nos celulares inteligentes se desacelerasse com o novo iPhone, mas isso agora preocupa menos, porque o novo iPhone não entusiasmou muita gente,” disse Kim Young-chan, analista da Shinhan Investment, em Seul.

Na quarta-feira, a Samsung também anunciou que solicitaria na Justiça o bloqueio da venda do novo iPhone, em tribunais da França e Itália, alegando que o modelo viola patentes de tecnologia móvel detidas pela companhia, o que expandirá a guerra judicial já conturbada que trava contra a maior rival.

ESTRATÉGIA

A Apple também revelou na terça-feira que reduziria o preço do iPhone 4, o modelo anterior, a 99 dólares, para os usuários que o adquiram com um plano de operadora, e que o 3GS, ainda mais antigo, será fornecido de graça aos usuários que assinarem planos de operadoras. Isso pode permitir que a empresa atinja a camada mais baixa do mercado, que no passado não tinha interesse em atender.

Mesmo antes de reduzir os preços, a Apple já estava preparada para crescer exponencialmente na China, maior mercado mundial de telefonia móvel, com mais de 900 milhões de assinantes.

Na Índia, o segundo maior mercado, com mais de 850 milhões de assinantes, a situação é mais difícil, já que os celulares inteligentes respondem por apenas 5 por cento das vendas de celulares.

Os celulares que operam com Android, fornecido gratuitamente a Samsung, HTC e Motorola Mobility, têm fatia de mercado combinada superior à do iPhone, que continua a ser o smartphone mais vendido do mundo.

“Muitos consumidores ainda não experimentaram o iPhone, e a Apple ainda tem muitos mercados e operadoras nos quais ingressar, por isso, quando surge um modelo novo com melhores especificações, isso ajuda a elevar os embarques,” disse Ming-chi Kuo, analista da Concord Securities, em Taipei.

“O iPhone 4S é voltado a usuários do 3GS cujos contratos de serviço de dois anos estão expirando,” acrescentou.

A Apple bateu recorde ao vender 20,3 milhões de iPhones no segundo trimestre, ante 19 milhões de unidades vendidas pela Samsung e 16,7 milhões pela Nokia, segundo analistas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below