27 de Abril de 2012 / às 14:42 / em 5 anos

Vendas da Apple disparam na China, mas crescimento pode cair

Por Lee Chyen Yee

Homem fala em iPhone em frente a um anúncio na loja da Apple em Hong Kong, em setembro de 2011. Apple provavelmente verá alta de quase 100 por cento em seu crescimento no mercado chinês este ano. Foto de arquivo 21/09/2011 REUTERS/Tyrone Siu/Arquivo

HONG KONG, 27 Abr (Reuters) - A Apple provavelmente verá alta de quase 100 por cento em seu crescimento no mercado chinês este ano, mas o ritmo provavelmente se reduzirá posteriormente, com competidores lançando novos produtos no maior mercado mundial de telefonia móvel.

Para que a mais valiosa companhia de tecnologia do planeta obtenha fatia maior no mercado chinês, ela terá de desenvolver um iPhone que funcione com a tecnologia da maior das operadoras chinesas de telefonia móvel, resolver uma disputa quanto à marca iPad e criar mais pontos oficiais de venda.

As vendas da Apple na China continental, Hong Kong e Taiwan se expandiram para 7,9 bilhões de dólares no primeiro trimestre, um quinto do total da empresa. As vendas estão no caminho para dobrar em 2012, ante os 13,3 bilhões de dólares do ano passado.

“Talvez não vejamos a reprodução do notável ritmo de crescimento deste ano nos próximos anos, a menos que a Apple desenvolva grandes produtos que acompanhem a demanda e o gosto dos consumidores”, disse Candice Wang, analista do grupo de pesquisa Analysis International.

A Apple vem tendo sucesso nas vendas nas cidades chinesas maiores e mais ricas, mas não consegue o mesmo resultado no mercado chinês mais amplo, dados os níveis de renda ainda baixos do país.

Os consumidores mais prósperos em geral consideram a Apple como produto premium e símbolo de status, dizem os analistas, e estão dispostos a desconsiderar alguns problemas -como o fato de que a tecnologia “Siri” de assistência pessoal por comando de voz não funciona em chinês.

“Todo mundo usa o iPhone, e por isso decidi comprar um deles”, disse uma usuária cujo sobrenome é Zhou e vive na próspera província de Jiangsu, na costa chinesa. “Adoro a tela, e os aplicativos são realmente eficientes”. Ela trocou seu iPhone por um modelo mais novo depois de apenas um ano, para acompanhar as inovações da Apple.

Mas para a maioria dos chineses, especialmente em cidades menores, a situação é outra. O iPhone 4S básico custa 4.988 yuan (790 dólares), o que supera o salário mensal de muitos chineses.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below