10 de Maio de 2012 / às 18:23 / em 5 anos

Telefônica confia em rentabilidade na oferta de dados móveis

Por Sérgio Spagnuolo e Brad Haynes

RIO DE JANEIRO/SÃO PAULO, 10 Mai (Reuters) - A Telefônica Brasil acredita estar no caminho certo para avançar nos serviços de dados móveis, após a ter apresentado forte alta dos resultados no segmento nesta quinta-feira, e não entrará em disputa de preços nesse mercado.

Assim, empresa diz trabalhar na elaboração de seu plano para o leilão da frequência de 2,5 gigahertz (GHz) destinado para Internet móvel de quarta geração (4G), mas ainda não confirmou participação no certame, marcado para junho.

Com sua receita de serviços móveis em ascensão de 12,8 por cento na comparação anual, para 4,9 bilhões de reais no primeiro trimestre, a companhia investe para avançar mais na sua oferta 3G e na expansão da área de cobertura atendida pela sua operadora Vivo -já são mais de 2.700 municípios, segundo a empresa.

“Estamos aumentando muito nossa cobertura de 3G e mantendo nossa rentabilidade para estes serviços”, afirmou nesta quinta-feira o diretor-executivo da Telefônica, Paulo Cesar Teixeira, em teleconferência com analistas.

O crescimento da cobertura foi um dos motivos que levaram os investimentos a cresceram 63,4 por cento nos três primeiros meses do ano, totalizando 1,164 bilhão de reais.

Mas, para 2012, a empresa ainda mantém seu guidance estável em relação ao ano passado, afirmou a diretora de controladoria da empresa, Cristiane Barreto. Em 2011, os investimentos do grupo nos negócios móvel e fixo totalizaram 5,7 bilhões de reais.

O segmento tem crescido para a empresa. Apenas a receita com serviços de Internet móvel cresceu quase 25 por cento ano a ano, para 663,7 milhões de reais de janeiro a março, e também foi o único item de serviços móveis a apresentar crescimento frente ao quarto trimestre.

E a operadora considera ter vantagens operacionais e que não precisa brigar por preços para continuar crescendo.

“Não temos ideias para competir em preços, porque temos o diferencial da cobertura e qualidade (de serviços)”, disse Teixeira. “Acreditamos estar no caminho certo”.

Apesar disso, a forte concorrência no setor pode empurrar os preços do serviços para baixo, e a Telefônica avalia que é possível compensar essa queda com o aumento das vendas de dados.

“Se tivermos mais penetração em serviços de dados podemos compensar uma redução nos preços móveis”, afirmou Cristiane.

Nesta quinta-feira, a Telefônica Brasil apresentou uma queda de mais de 15 por cento no seu lucro líquido, a 956,6 milhões de reais, impactado pela amortização de ativos intangíveis gerados com a incorporação da Vivo Participações à Telefônica Brasil.

“Apesar da queda do lucro líquido, o resultado apresentado pela companhia foi bom em nossa avaliação, já que a empresa continuou apresentando crescimento nas principais linhas de receita de telefonia móvel, o que acabou compensando a deterioração da telefonia fixa”, afirmaram em relatórios os analistas Leonardo Zanfelicio e Karina Freitas, da corretora Concórdia.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below