23 de Abril de 2013 / às 20:59 / em 5 anos

Apple repassa mais recursos a investidores; lucro cai

Por Poornima Gupta

SAN FRANCISCO, 23 Abr (Reuters) - A Apple planeja compartilhar mais de seu crescente caixa de 145 bilhões de dólares, parcialmente por meio de emissão de dívida, cedendo às exigências de investidores e impulsionando sua ação a uma alta de 6 por cento.

A Apple planeja repassar 100 bilhões de dólares em recursos sob um programa ampliado, que inclui aumento na recompra de ações e elevação do dividendo até o fim de 2015. Isso marcou um crescimento de 55 bilhões de dólares em relação ao programa apresentado há um ano.

A ação da empresa chegou a disparar 6 por cento, para então reduzir os ganhos e passar a território negativo.

A Apple também anunciou nesta terça-feira receita trimestral acima das expectativas de Wall Street, uma vez que as vendas de iPhones e iPads superaram as reduzidas expectativas de investidores.

Mas o lucro caiu pela primeira vez em uma década e, embora a receita tenha crescido 11 por cento, representou forte desaceleração frente a 2012 e em relação aos anos anteriores.

O presidente-executivo, Tim Cook, reconheceu em teleconferência com investidores que o ritmo de crescimento da Apple desacelerou, mas destacou que a posição da companhia permanece forte.

A Apple lucrou 9,5 bilhões de dólares, ou 10,09 dólares por ação, no trimestre, frente a 11,6 bilhões de dólares, ou 12,30 dólares por ação, no ano anterior.

A companhia anunciou receita de 43,6 bilhões de dólares no segundo trimestre, superando a estimativa média de Wall Street de 42,3 bilhões de dólares, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

DIVIDENDOS ABUNDANTES

Acionistas da Apple vão receber dividendo anual de 12,20 dólares por ação, tornando-a uma das companhias de dividendos mais elevados. Com cerca de 940 milhões de dólares em ações em circulação, a Apple vai reverter 11,5 bilhões de dólares a acionistas ao longo de 12 meses, excedendo o valor de mercado de 200 outras empresas incluídas no S&P 500.

Em uma rara manobra, a companhia também disse que planeja emitir dívida com o programa expandido, mas não apresentou detalhes. Investidores têm pedido que a companhia tome emprestado em vez de repatriar dinheiro do exterior, onde boa parte de seu caixa está estacionado, para evitar impostos.

As margens brutas da Apple, que a maior parte dos investidores acompanha atentamente, vieram em 37,5 por cento no segundo trimestre, antes de expectativas de 38,5 por cento.

Embora a Apple ainda esteja crescendo, seu ritmo de expansão desacelerou à medida que a adoção de smartphones topo de linha aproxima-se da saturação em países desenvolvidos e a companhia enfrenta de frente rivais cada vez mais agressivos em países em desenvolvimento, como a China e a Índia, onde modelos mais baratos são populares.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below