28 de Agosto de 2013 / às 23:36 / 4 anos atrás

Base de telefonia móvel sobe em julho; TIM e Vivo lideram adição de clientes

RIO DE JANEIRO, 28 Ago (Reuters) - O Brasil terminou julho com 266,999 milhões de linhas de telefonia móvel ativas, com adição de 1,26 milhão no mês, mostraram dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta quarta-feira, com TIM e Vivo, da Telefônica Brasil liderando a adição de clientes.

A expansão da base sobre junho foi de 0,47 por cento, enquanto o crescimento em 12 meses ficou em 4,1 por cento.

Do total de linhas móveis em julho, 211,54 milhões são pré-pagas, representando 79,23 por cento do total, enquanto 55,45 milhões são pós-pagas, ou 20,77 por cento do total.

O total de linhas pré-pagas subiu 1,2 por cento em 12 meses, enquanto o de linhas pós-pagas avançou 16,9 por cento.

A Vivo manteve a liderança no mercado, com participação de 28,69 por cento, acima dos 28,67 por cento em junho, com 76,59 milhões de linhas. A empresa adicionou 389,3 mil novos clientes no mês de julho.

Christian Gebara, diretor de mercado individual da Vivo, disse que a operadora tem focado no segmento pós-pago, tanto para captação como para retenção de clientes.

“Grande parte das novas linhas é de clientes da concorrência”, disse, acrescentando que o apelo dos smartphones têm impulsionado o segmento pós-pago.

Para a corretora Ativa, o aumento da base em julho refletiu a maior agressividade e investimentos em marketing das operadoras para a venda de linhas pós-pagas, segmento com maiores margens.

A TIM, segunda no ranking da Anatel, ficou com 27,22 por cento de fatia de mercado, frente a 27,17 por cento no mês anterior, com 72,68 milhões de linhas. A empresa teve a maior adição de novos clientes no período, com 482,7 mil novas linhas em julho.

Para o presidente da empresa, Roger Solé, o aumento foi reflexo do “trabalho constante para melhoria dos serviços e ampliação da cobertura”, disse em comunicado.

A Claro, da América Móvil, registrou participação de 24,97 por cento no mês passado, queda frente aos 25,01 por cento em junho, com 66,68 milhões de assinantes.

Já a Oi ficou com 18,66 por cento de participação, abaixo dos 18,71 por cento de junho, com 49,82 milhões de assinantes.

Por Luciana Bruno

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below