26 de Dezembro de 2013 / às 13:42 / 4 anos atrás

Acordo com BlackBerry dá grande chance à Foxconn

Por Poornima Gupta e Clare Jim

Logotipo da Foxconn, nome comercial da Hon Hai Precision Industry, visto no topo da sede da companhia em Tucheng, na cidade de New Taipei. O acordo da Foxconn com a BlackBerry marca o maior passo da empresa de Taiwan para intensificar sua presença na cadeia de fornecedores de maior valor agregado, com chance de não apenas montar smartphones, mas ajudar a projetá-los também. 24/12/2013 REUTERS/Pichi Chuang

TAIPEI/SAN FRANCISCO, 26 Dez (Reuters) - O acordo da Foxconn com a BlackBerry marca o maior passo da empresa de Taiwan para intensificar sua presença na cadeia de fornecedores de maior valor agregado, com chance de não apenas montar smartphones, mas ajudar a projetá-los também.

O acordo para projetar e colocar no mercado telefones começando pela Indonésia --quarto país mais populoso do mundo, mas com baixa penetração de celulares-- é uma benção para uma megafabricante tentando fazer crescer suas margens, ao mesmo tempo em que pode ajudar a companhia a buscar uma fatia maior do mercado global de dispositivos móveis.

Mais conhecida por montar iPhones, a Foxconn se aperfeiçoou para cumprir as normas exigentes da Apple e o rigor da cadeia de suprimentos. A companhia tem uma força de trabalho de mais de 1 milhão e escala para negociar preços de componentes mais baratos do que a BlackBerry poderia obter sozinha.

Na sexta-feira passada, a BlackBerry anunciou que a Foxconn ajudará a projetar o hardware para seus futuros dispositivos de baixo preço, como parte de um acordo de cinco anos. A BlackBerry permanecerá focada em tecnologia de software.

A empresa canadense quer produzir muitos dos novos celulares na Indonésia --o primeiro modelo novo tem codinome “Jakarta”. Por lá, a Foxconn tem sido capaz de navegar pela burocracia por mais de um ano para estabelecer uma fábrica na maior economia do sudeste asiático.

A Foxconn --nome fantasia da Hon Hai Precision Industry-- espera um acordo com as autoridades locais em fevereiro, e planeja criar joint ventures com empresas privadas locais para explorar o potencial vasto do mercado na região.

Enquanto aguarda a criação de instalações de produção na Indonésia, a Foxconn vai fazer telefones BlackBerry em suas fábricas chinesas.

Funcionários do governo indonésio disseram que a Foxconn quer gradualmente investir até 10 bilhões de dólares em cinco anos com a parceira local Erajaya Swasembada e a Indonésia vai oferecer para a empresa taiuanesa um pacote de incentivos tributários.

A Foxcoon ainda tem que confirmar esses detalhes.

“A BlackBerry queria desenvolver novos produtos na Indonésia, enquanto nós também estamos entrando no mercado local lá. Eles viram a nossa ambição, então começamos a conversar”, disse o porta-voz Simon Hsing, da Foxconn. “A parceria nos dá benefícios mútuos para explorar novos mercados emergentes existentes e em conjunto”, acrescentou.

O primeiro BlackBerry resultante da parceria com a Foxconn --um modelo 3G de baixo custo com base em software BlackBerry e direcionado à Indonésia-- pode ser lançado até abril.

Reportagem adicional de Randy Fabi em Jacarta e Michael Gold em Taipei

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below