for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
marketsNews

Dow Jones e S&P são pressionados por preocupações sobre crescimento

Operadores trabalham na New York Stock Exchange (NYSE), em Nova York, EUA 10/12/2018 REUTERS/Brendan McDermid

(Reuters) - Wall Street recuava nesta segunda-feira, com as ações da Apple, do setor financeiro e de saúde liderando as perdas, após a maior queda desde março registrada na semana passada, devido a preocupações com o crescimento global, com a guerra comercial e a incerteza sobre o acordo do Brexit.

Por volta das 14:12 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 1,81 por cento, a 23.948 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 1,180367 por cento, a 2.602 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 0,57 por cento, a 6.930 pontos.

Os índices de referência S&P 500 e Dow Jones já acumulam queda no ano após o recuo de mais de 4,5 por cento na semana passada.

A Apple recuava 1,7 por cento depois que a Qualcomm disse ter ganhado uma ordem preliminar de um tribunal chinês que proíbe a importação e a venda de vários modelos de iPhones na China devido a violações de patentes.

Dez dos 11 principais setores do S&P operavam em queda, liderados por uma perda de 1,4 por cento nas ações financeiras, com expectativas de que o Federal Reserve seja menos agressivo com sua política monetária no ano que vem.

As ações de energia recuavam 1,5 por cento, à medida que os preços do petróleo caíam, com o índice de saúde também recuando cerca de 1 por cento.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up