for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
marketsNews

Turquia diz que EUA estão travando "guerra econômica"; lira enfraquece

Funcionário conta notas de lira turca em agência de câmbio em Istambul, na Turquia 02/08/2018 REUTERS/Murad Sezer

ANCARA/ISTAMBUL (Reuters) - A lira operava em queda nesta quinta-feira, depois que a Turquia acusou os Estados Unidos de travar uma “guerra econômica” em meio a um impasse entre os aliados da Otan sobre destino de um pastor cristão preso por Ancara.

O porta-voz do presidente turco, Tayyip Erdogan, disse que Washington tem que respeitar o processo legal relativo ao pastor Andrew Brundon, cujo julgamento na Turquia por acusações de terrorismo enfureceu o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

A lira chegou a cair para 6,1350 contra o dólar. O dólar era impulsionado pela ata do Federal Reserve, banco central dos EUA, que indicou alta da taxa de juros em setembro.

A lira recuou 37 por cento este ano, com a crise das relações entre a Turquia e os EUA exacerbando as perdas provocadas por preocupações sobre a influência de Erdogan na política monetária do país. Ele diz que as taxas de juros são “mãe e pai de todo mal” e se opõe a aumentá-las.

Economistas disseram que a Turquia ainda precisa convencer os investidores de que está pronta para adotar medidas necessárias para sustentar sua economia.

O porta-voz de Erdogan, Ibrahim Kalin, disse à Reuters que as declarações do assessor de segurança nacional de Trump mostraram que os EUA estavam visando a economia turca.

John Bolton disse à Reuters que a Turquia havia cometido um “grande erro” ao não libertar Brunson, e estava cético sobre o apoio de 15 bilhões de dólares em investimentos do Catar, dizendo que é “insuficiente para ter um impacto na economia da Turquia”.

“A declaração de Bolton é a prova de que o governo Trump está mirando um aliado da Otan como parte de uma guerra econômica”, disse Kalin.

“O governo Trump ... estabeleceu que pretende usar o comércio, tarifas e sanções para iniciar uma guerra comercial global”.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up