August 28, 2018 / 12:03 PM / 3 months ago

Ações de mercados emergentes sobem com acordo do Nafta; lira recua

LONDRES (Reuters) - Os mercados emergentes avançaram para a máxima de 18 dias nesta terça-feira, acompanhando os ganhos de Wall Street depois do acordo comercial entre os Estados Unidos e o México, mas a lira operava em queda depois que a Turquia alertou que as sanções dos EUA podem desestabilizar o Oriente Médio.

Os Estados Unidos e o México concordaram na segunda-feira em rever o Acordo de Livre Comércio da América do Norte, impulsionando as ações do setor automobilístico e elevando o S&P 500 e o Nasdaq para máximas recordes.

O índice de mercados emergentes do MSCI avançava cerca de 0,3 por cento depois de saltar 1,8 por cento na segunda-feira, melhor ganho diário desde o final de junho.

A perspectiva otimista para o comércio também era impulsionada pela notícia de que Washington estava pressionando a União Europeia a acelerar as negociações tarifárias.

“O fato de que eles estão avançando é um bom sinal”, disse Per Hammarlund, estrategista-chefe de mercados emergentes da SEB. “Se (o presidente dos EUA, Donald Trump) puder concordar com o México, talvez ele possa concordar com a UE e, eventualmente, com a China também. É uma boa notícia para os mercados”.

Os mercados asiáticos e emergentes da Europa registravam ganhos, com a Índia atingindo máxima recorde histórica.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below