for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
marketsNews

Peso argentino interrompe queda contra o dólar enquanto governo busca novo acordo com o FMI

Homem mostra pesos 30/8/2018 REUTERS/Marcos Brindicci

BUENOS AIRES (Reuters) - O peso da Argentina interrompeu sua queda contra o dólar nesta quarta-feira uma vez que os mercados esperavam clareza sobre se o Fundo Monetário Internacional (FMI) apoiará o pedido do governo de antecipar o desembolso de dinheiro em um acordo de emergência.

O peso chegou a abrir em queda de 0,89 por cento antes de subir 0,22 por cento para cerca de 39 pesos por dólar. O índice de ações Merval da Argentina subia cerca de 2 por cento e os títulos OTC do país avançavam 0,8 por cento.

A reversão da queda do peso, cuja perda de 16 por cento na semana passada provocou temores de contágio, ocorreu enquanto outras moedas de mercados emergentes e índices de ações caíam nesta quarta-feira.

Autoridades do governo argentino em Washington continuavam conversando com o FMI pelo segundo dia na esperança de acelerar um empréstimo de 50 bilhões de dólares para reforçar a credibilidade na capacidade da Argentina de pagar sua dívida.

O ministro da Fazenda, Nicolas Dujovne, disse na terça-feira que espera conseguir um acordo com o FMI este mês, enquanto o presidente dos EUA, Donald Trump, demonstrou apoio ao presidente Mauricio Macri no processo de lidar com a crise no país.

“Com as negociações do FMI acontecendo nos Estados Unidos, é um clima de esperança, pelo menos neste momento”, disse o economista Gustavo Ber à Reuters. “Outras moedas de mercados emergentes continuam caindo, mas o dólar está dando um tempo”.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up