October 11, 2018 / 12:14 PM / 2 months ago

DIs recuam após pesquisa eleitoral mostrar Bolsonaro à frente de Haddad para 2º turno

SÃO PAULO (Reuters) - As taxas dos contratos futuros de juros operavam majoritariamente em baixa nesta quinta-feira, após a pesquisa de intenção de votos do Datafolha ter mostrado o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) à frente de Fernando Haddad (PT).

Imagem ilustrativa de moedas de real 15/10/2010 REUTERS

“Acho que agora, mais do que as pesquisas, temos que observar os pronunciamentos de Bolsonaro e de seus aliados.. Nos últimos dias isso causou alguns ruídos no mercado”, disse o economista-chefe da gestora Rio Bravo Investimentos, Evandro Buccini.

Bolsonaro tem 58 por cento dos votos válidos para o segundo turno da eleição presidencial marcada para o dia 28 de outubro, enquanto Haddad soma 42 por cento, mostrou o Datafolha na quarta-feira à noite.

Outra pesquisa, divulgada esta manhã pela XP Investimentos, mostrou também Bolsonaro à frente de Haddad, com 59 a 41 por cento das intenções de votos.

O mercado passou a preferir Bolsonaro por seu perfil mais reformista do que o do oponente, visão chancelada por seu assessor econômico e provável ministro da Fazenda, o economista liberal Paulo Guedes.

Em entrevista à TV Record na noite de quarta-feira, Bolsonaro reiterou ser contrário a privatizações no setor elétrico, assim como que gostaria de manter estatal o “miolo” da Petrobras, mas disse já ter propostas de reformas prontas para serem apresentadas em janeiro, inclusive para uma reforma tributária.

“Pode ser uma estratégia eleitoral esse recuo mais nacionalista nos discursos dele”, avaliou Buccini.

As taxas de juros também acompanhavam o cenário externo, onde as bolsas norte-americanas exibiam altas nesta manhã depois do tombo de mais de 3 por cento na véspera, em meio a preocupações com uma ação mais hawkish do Federal Reserve sobre a trajetória de alta de juros do país e preocupações com a guerra comercial do país com a China e menor crescimento mundial.

“Com o exterior melhorando, não tem muito porque realizar aqui”, comentou Buccini pela manhã, ao destacar que o cenário externo será monitorado bem de perto.

No exterior, os rendimentos dos Treasuries recuavam, depois de forte avanço na véspera, ajudados também por dados mais fracos que o esperado sobre a inflação ao consumidor nos EUA.

Os mercados domésticos ficarão fechados na sexta-feira devido a feriado, o que pode trazer algum movimento defensivo nos ativos locais até o final do pregão.

A precificação da curva de juros a termo indicava nesta quarta-feira 58 por cento de chances de manutenção da Selic em 6,50 por cento em 31 de outubro, e o restante, alta de 0,25 ponto percentual, segundo operadores. Na véspera, as chances entre as duas apostas estavam praticamente divididas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below