for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
marketsNews

DIs recuam em dia de avanço de moedas emergentes e pesquisas eleitorais

Imagem ilustrativa de moedas de real 15/10/2010 REUTERS

SÃO PAULO (Reuters) - As taxas dos contratos futuros de juros recuavam nesta segunda-feira, em dia de avanço das moedas emergentes no exterior e após nova pesquisa de intenção de votos manter Jair Bolsonaro (PSL) com grande vantagem na liderança da corrida à Presidência da República.

“O grande destaque da semana continuará sendo a divulgação de pesquisas de intenções de votos”, destacou a corretora Guide em relatório. “A expectativa é que...continuem confirmando a vantagem de...Jair Bolsonaro”.

Levantamento encomendado pelo BTG Pactual mostrou nesta segunda-feira que Bolsonaro tem 18 pontos de vantagem para Fernando Haddad, do PT, entre os votos válidos para o segundo turno da disputa presidencial.[nL2N1WV080]

Na semana, o mercado aguarda agora a divulgação dos números do Ibope nesta noite e nova pesquisa do Datafolha na quinta-feira.

No exterior, as moedas de países emergentes se valorizavam ante o dólar nesta sessão, influenciando o real. No mercado doméstico, a moeda norte-americana perdia cerca de 1 por cento de seu valor, voltando a operar abaixo de 3,75 reais, aliviando a influência sobre a inflação e, assim, as apostas sobre a curva de juros.

A precificação da curva de juros a termo indicava nesta segunda-feira 68 por cento de chances de manutenção da Selic em 6,50 por cento em 31 de outubro, ante 60 por cento na quinta-feira. O restante apontava alta de 0,25 ponto percentual, segundo operadores.

“Ainda que o fator externo tenha um peso relevante na definição da tendência, o foco continuará no processo eleitoral. Pesquisas eleitorais apontando provável vitória de Jair Bolsonaro devem manter os mercados animados”, disse a SulAmérica Investimentos em relatório.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up