for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
marketsNews

Dólar abre em queda ante real por favoritismo de Bolsonaro e com exterior

Imagem ilustrativa de notas de real e dólar em casa de câmbio no Rio de Janeiro 10/09/2015 REUTERS/Ricardo Moraes

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar abriu a última semana antes das eleições presidenciais em queda, após nova pesquisa confirmar o favoritismo de Jair Bolsonaro (PSL) perante o eleitorado, mas também de olho no exterior diante de alívio com a Itália e promessa de estímulo estatal à economia chinesa.

Às 9:13, o dólar BRBY recuava 0,23 por cento, a 3,7061 reais na venda, depois de encerrar a sexta-feira em queda de 0,28 por cento, a 3,7147 reais. O dólar futuro DOLc1 tinha baixa de cerca de 0,25 por cento. Pesquisa de intenção de votos encomendada pelo BTG Pactual à FSB Pesquisas mostrou, nesta segunda-feira, uma liderança de 20 pontos de Bolsonaro sobre Fernando Haddad, do PT, entre os votos válidos, consolidando o cenário do mercado financeiro de que o deputado do PSL deve vencer o pleito no domingo e impor uma agenda de ajuste fiscal, privatizações e enxugamento da máquina pública. [nL2N1X2074]

O Banco Central realiza nesta sessão leilão de até 7,7 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares para rolagem do vencimento de novembro, no total de 8,027 bilhões de dólares. [nAQN0000RH]

Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final do mês, terá feito a rolagem integral.

Por Iuri Dantas

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up