October 24, 2018 / 2:25 PM / a month ago

JURO-DIs têm leves oscilações monitorando noticiário eleitoral e exterior

SÃO PAULO (Reuters) - As taxas dos contratos futuros de juros registravam leves oscilações nesta quarta-feira, monitorando o noticiário político em busca de novidades sobre o governo Jair Bolsonaro se esse de fato levar o segundo turno, confirmando as pesquisas de intenção de votos que continuam mantendo ampla distância dele para Fernando Haddad.

O cenário externo também era monitorado pelos investidores, em dia de alta do dólar ante as moedas fortes e comportamento misto ante as divisas de países emergentes, ainda tendo como pano de fundo as preocupações com crescimento global, Brexit e situação da Itália.

“As notícias de que o anúncio da equipe econômica do governo Bolsonaro ocorrerá em breve e ainda de que reformas podem ser colocadas em votação este ano são bastante positivas” e ajudam a aliviar a influência mais negativa do exterior, comentou o chefe de renda fixa de uma gestora local ao citar reportagem do Valor com esse conteúdo.

Segundo a matéria, o provável ministro da área econômica do governo Bolsonaro, em caso de vitória deste, Paulo Guedes, pretende anunciar sua equipe até o fim da semana que vem para tranquilizar o mercado. Além disso, Bolsonaro já teria colocado em campo articuladores para tentar votar as reformas tributária e da Previdência depois do segundo turno.

Levantamento Ibope divulgado na véspera manteve a ampla vantagem de Bolsonaro em relação a Fernando Haddad (PT), embora tenha diminuído um pouco na comparação com o levantamento anterior. Também mostrou aumento da rejeição do capitão da reserva, embora ainda seja menor que a do petista.

“Os números consolidam as mais recentes tendências... Neste ínterim, o mercado fica atento às declarações de Guedes, com interesse em manter a equipe econômica atual, considerada quase unanimemente pelo mercado como o mais valioso ativo do governo Temer, e às articulações de Bolsonaro quanto às reformas”, escreveu a gestora Infinity Asset em relatório.

O trecho mais longo da curva a termo, por sua vez, tinha um movimento mais firme, de alta, influenciado pelo ambiente externo ainda um pouco mais adverso para ativos de risco, com as preocupações com o orçamento italiano e o crescimento global, entre outros fatores.

A curva a termo precificava nesta sessão 87 por cento de chances de manutenção da Selic no próximo dia 31, ante 86 por cento na véspera, com o restante indicando alta de 0,25 ponto percentual, segundo dados da Reuters.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below