for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
marketsNews

Wall Street recua com perdas da Apple e apesar de expectativas sobre comércio

Operadores trabalham na New York Stock Exchange em Nova York, EUA 12/11/2018 REUTERS/Brendan McDermid

(Reuters) - Os mercados acionários dos Estados Unidos passaram a recuar depois de abrirem em alta nesta terça-feira diante das expectativas de avanço nas negociações comerciais entre os EUA e a China, com recuo dos papéis da Apple Inc.

Por volta de 13:51 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,44 por cento, a 25.277 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,039982 por cento, a 2.727 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,41 por cento, a 7.231 pontos.

O índice de tecnologia do S&P subia 0,6 por cento, após três dias consecutivos de perdas, mas ações da Apple recuavam 1,3 por cento, entrando no seu quarto dia no vermelho.

A notícia de que o principal negociador sobre comércio da China se preparava para visitar os Estados Unidos antes de um encontro entre as duas maiores economias do mundo limitava as perdas.

O setor industrial, sensível ao comércio, subia 0,5 por cento, impulsionado pelas ações da Caterpillar Inc e da United Technologies Corp.

“Parece que alguma pressão sobre o comércio foi aliviada”, disse Andre Bakhos, diretor executivo da New Vines Capital LLC. “Entretanto, o mercado vai adotar uma postura defensiva até que melhore a visibilidade em relação ao comércio.”

Os desdobramentos ocorrem no momento em que os presidentes chinês, Xi Jinping, e norte-americano, Donald Trump, planejam se encontrar durante a cúpula do G20 que acontece na Argentina no fim de novembro.

Reportagem de Sruthi Shankar

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up