December 19, 2018 / 2:54 PM / 7 months ago

Treasuries têm menor rendimento desde maio antes de decisão do Fed

NOVA YORK (Reuters) - Os rendimentos dos Treasuries caíram para mínimas de mais de seis meses nesta quarta-feira, conforme investidores aguardavam a conclusão da reunião de dois dias do Federal Reserve, quando o banco central dos Estados Unidos deve elevar os juros, mas também adotar um tom mais dovish sobre futuras altas.

O sólido crescimento econômico dos EUA deve levar o Fed a elevar as taxas de juros pela quarta vez neste ano. No entanto, investidores esperam que a desaceleração do crescimento internacional, volatilidade nos mercados financeiros e a possibilidade de a economia dos EUA perder força devem aliviar as indicações hawkish anteriores sobre altas adicionais.

“É verdadeiramente um desafio de comunicação para (o chairman do Fed Jerome) Powell, porque uma alta dovish é sempre uma mensagem mais difícil de comunicar”, disse Ian Lyngen, chefe de estratégia de juros dos EUA na BMO Capital Markets, acrescentando que ele espera que “haverá volatilidade nesta tarde”.

O Fed indicou em setembro que três altas adicionais dos juros são prováveis no próximo ano, com base na mediana das expectativas em suas projeções de juros conhecidas como “dot plot”.

Porém, no fim de novembro Powell disse que as taxas de juros estão “pouco abaixo” do neutro, um nível que não impulsiona nem freia a economia, elevando as especulações de que o banco central dos EUA possa interromper as altas antes do previsto anteriormente.

Se as projeções de alta de juros nesta quarta-feira caírem para duas ou menos em 2019, isso será visto como um sinal de que o Fed está mais próximo de encerrar o seu atual ciclo de aperto.

Futuros de juros estão precificando parcialmente uma alta em 2019, depois de precificar duas altas para o ano que vem no fim de outubro, de acordo com o FedWatch do CME Group.

O retorno das notas de 10 anos estava em 2,814 por cento, depois de cair mais cedo para 2,799 por cento, o menor nível desde 30 de maio. Os rendimentos caíram de uma alta de sete anos de 3,261 por cento em 9 de outubro.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below