January 2, 2019 / 11:21 AM / 6 months ago

DIs têm pequenas baixas após dados fracos no exterior e com expectativas na cena doméstica

SÃO PAULO (Reuters) - As taxas dos contratos futuros de juros registravam pequenas baixas nesta quarta-feira após dados fracos na China e Europa, e monitorando o cenário doméstico com expectativas sobre o anúncio de medidas de cunho fiscal pelo novo governo de Jair Bolsonaro.

REUTERS/Bruno Domingos

“O fechamento das taxas da curva de juros nacional (ocorre) num movimento explicado pelo desempenho da maioria das curvas de juros globais”, disse a corretora Renascença.

Nos EUA, os rendimentos dos Treasuries recuavam nesta quarta-feira, com o retorno do papel de 10 anos a 2,6522 por cento, de 2,691 por cento em 31 de dezembro.

No início do pregão, as taxas chegaram a operar com pequenos avanços, acompanhando a trajetória do dólar e o movimento de maior aversão ao risco externo, após dados mais fracos da economia da China.

A atividade industrial da China contraiu pela primeira vez em 19 meses em dezembro uma vez que as encomendas de exportação e domésticas continuaram a enfraquecer, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Caixin/Markit.

A guerra comercial entre o país e os Estados Unidos levantou preocupações de enfraquecimento econômico global, o que também gerou a avaliação de que o Federal Reserve, banco central norte-americano, pode não subir tanto os juros quanto inicialmente se esperava, já que a forte recuperação econômica do país deve perder força.

Também na Europa a indústria expandiu apenas ligeiramente em dezembro, reforçando a percepção de desaceleração econômica global.

Internamente, as atenções estão voltadas para as ações do novo governo, após Jair Bolsonaro assumir a Presidência da República na véspera.

“O discurso de Bolsonaro ontem... foi em linha com o definido em toda a campanha e com menções breves para a reforma da Previdência”, escreveu a corretora XP Investimentos em relatório.

A corretora chamou a atenção ainda para notícias apontando que o ministro da Economia, Paulo Guedes, já elaborou uma medida provisória com o objetivo de implementar uma ampla revisão das regras da Previdência.

A curva a termo de juros doméstica continuava precificando 85 por cento de chances de manutenção da Selic no primeiro encontro de política monetária do BC deste ano, nos dias 5 e 6 de fevereiro, com o restante esperando elevação de 0,25 ponto percentual. 

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below