for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
marketsNews

Wall Street inicia 2019 com queda por preocupações com desaceleração global

(Reuters) - Os índices acionários dos Estados Unidos iniciavam o novo ano com uma queda nesta quarta-feira, uma vez que dados fracos da Ásia e da Europa confirmavam os temores de uma desaceleração econômica global, enquanto a paralisação do governo norte-americano continuava.

Por volta de 13:59 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,44 por cento, a 23.226 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 0,601951 por cento, a 2.492 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 0,44 por cento, a 6.606 pontos.

Todos os 11 principais setores do S&P operavam em queda, com perdas nos índices de tecnologia e saúde exercendo o maior peso sobre o mercado. Todos os 30 componentes do Dow Jones também recuavam.

A atividade industrial da China contraiu pela primeira vez em 19 meses em dezembro, afetada pela guerra comercial entre Pequim e Washington, com a fraqueza se espalhando para as outras economias asiáticas.

A atividade industrial da zona do euro expandiu apenas ligeiramente no final de 2018 em uma desaceleração generalizada, de acordo com a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) que mostrou sinais escassos de otimismo.

“A crescente evidência de que a economia da China está enfraquecendo ainda mais vem causando temores em todos os mercados globais. Esse temor tem sido um fator de depressão para os mercados”, disse Peter Cardillo, economista-chefe de mercado da Spartan Capital Securities, em nota.

O índice de tecnologia tinha queda de 1,15 por cento, com a Microsoft e a Apple recuando quase 2 por cento. A Amazon.com e a Netflix caíam mais de 1 por cento, pressionando o setor de consumo discricionário, que recuava 0,90 por cento.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up