January 9, 2019 / 6:29 PM / 4 months ago

Bolsas europeias sobem impulsionadas por avanço de ações de exportadores ante expectativa de acordo comercial

MILÃO (Reuters) - Os principais índices acionários europeus avançaram nesta quarta-feira, impulsionados por setores voltados à exportação, como o automobilístico e de tecnologia, diante do crescente otimismo de que Estados Unidos e China possam evitar uma guerra comercial mais profunda que piore a desaceleração da economia global.

Bolsa de Frankfurt 09/01/2019. REUTERS/Staff

o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,53 por cento, a 348 pontos, depois de ter alcançado uma máxima de três semanas mais cedo na sessão. O índice britânico FTSE 100 tocou uma máxima de cinco semanas e fechou em alta 0,7 por cento, enquanto o índice alemão DAX subiu 0,8 por cento.

“Meu cenário é de desaceleração econômica, mas espero que as coisas vão melhorando gradativamente após um 2018 brutal, dominado por tarifas e por uma retórica comercial dura”, disse Roberto Lottici, gerente de fundo do italiano Banca Ifigest.

Representantes da China e dos Estados Unidos encerraram nesta quarta-feira as negociações comerciais em Pequim que duraram mais do que o esperado.

Mas a declaração do representante comercial dos EUA decepcionou alguns investidores. O gabinete do Representante de Comércio dos EUA disse que a China prometeu comprar “uma quantidade substancial” de bens e serviços agrícolas, energéticos e manufaturados dos Estados Unidos.

As ações europeias registraram seu pior ano em uma década em 2018, mas até agora este ano já subiram 3 por cento. Um acordo comercial pode tornar os investidores mais otimistas em relação aos lucros das empresas à medida que a temporada de balanças do quarto trimestre se inicia.

O setor automobilístico registrou os maiores ganhos e fechou em alta de 2,4 por cento. Os papéis da Daimler e BMW, ambos que produzem automóveis nos EUA para o mercado chinês, subiram 3 por cento e 1 por cento, respectivamente.

As ações de tecnologia subiram 2,2 por cento, com a melhora de humor em relação ao comércio ajudando os investidores a ignorarem as notícias de que a Apple cortou a produção planejada no primeiro trimestre para seus três novos iPhones.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em alta de 0,45 por cento, a 1.368 pontos.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,66 por cento, a 6.906 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,83 por cento, a 10.893 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 avançou 0,84 por cento, a 4.813 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,94 por cento, a 19.179 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,27 por cento, a 8.823 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,29 por cento, a 4.923 pontos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below