January 31, 2019 / 10:18 AM / 4 months ago

Índices europeus recebem suporte de Fed mais "dovish", mas resultados fracos pesam

MILÃO (Reuters) - O tom “dovish” do Federal Reserve sustentava os índices acionários europeus nesta quinta-feira, com os preços do petróleo e fortes resultados da Shell impulsionando as ações de petróleo e ajudando a compensar os resultados ruins da Nokia e da Unilever.

Operadores durante pregão na Bolsa de Frankfurt, na Alemanha 05/11/2018 REUTERS

Por volta de 8:08 (horário de Brasília), o índice FTSEEurofirst 300 subia 0,16 por cento, a 1.410 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhava 0,09 por cento, a 359 pontos, reduzindo os ganhos anteriores que fizeram com que o índice pan-europeu atingisse seu nível mais alto desde 4 de dezembro.

O STOXX caminhava para seu melhor mês desde outubro de 2015, à medida que os mercados se recuperavam de um turbulento final de 2018, que teve inúmeras preocupações econômicas e políticas.

A Royal Dutch Shell informou que seus lucros saltaram em mais de um terço no ano passado, para 21,4 bilhões de dólares, o maior desde 2014, elevando suas ações em mais de 3 por cento e tornando o índice de petróleo o maior ganhador setorial da Europa.

Depois de manter os juros estáveis, o Fed descartou suas promessas de “aumentos graduais adicionais” e disse que seria “paciente” antes de tomar mais providências, já que a perspectiva de continuidade do crescimento econômico dos EUA parecia menos certa.

A Nokia registrava grandes perdas, recuando 5,6 por cento a caminho de seu pior dia desde outubro de 2017, com a empresa divulgando uma perspectiva de um primeiro semestre mais fraco depois de ter alcançado as expectativas de lucros e vendas no quarto trimestre.

A gigante de produtos de consumo Unilever recuava 2,4 por cento ao registrar vendas menores do que o esperado no quarto trimestre, prejudicadas pela inflação na Argentina e por volumes estáveis nos mercados desenvolvidos.

. Em LONDRES, o índice Financial Times avançava 0,60 por cento, a 6.983 pontos.

. Em FRANKFURT, o índice DAX caía 0,18 por cento, a 11.201 pontos.

. Em PARIS, o índice CAC-40 ganhava 0,32 por cento, a 4.990 pontos.

. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha desvalorização de 0,35 por cento, a 19.701 pontos.

. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava baixa de 0,49 por cento, a 9.026 pontos.

. Em LISBOA, o índice PSI20 valorizava-se 0,16 por cento, a 5.126 pontos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below