for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
marketsNews

Wall Street sobe com otimismo sobre comércio impulsionando setor de tecnologia e indústria

Pedestres caminham em Wall Street, Nova York 06/02/2018 REUTERS/Brendan McDermid

(Reuters) - Os índices acionários dos Estados Unidos subiam nesta segunda-feira, impulsionados por ações de tecnologia e indústria, após o presidente dos EUA, Donald Trump, dizer que adiará um aumento planejado de tarifas sobre bens chineses.

Às 13:14 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,72 por cento, a 26.219 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,682501 por cento, a 2.812 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,96 por cento, a 7.600 pontos

Trump disse no domingo que as negociações comerciais foram “produtivas” e que ele e o presidente chinês, Xi Jinping, se reunirão para selar um acordo caso haja mais progresso.

O anúncio é o sinal mais claro até o momento de que os dois países estão se aproximando de um acordo que encerrará a prolongada disputa comercial que desacelerou o crescimento global e abalou mercados.

Trump também disse estar otimista de que um acordo final será alcançado com a China e que ele ainda realizará uma cúpula para assinar qualquer pacto, mas alertou que um acordo pode ainda não acontecer.

“É tudo sobre a extensão do prazo final de comércio, nos dá algum tempo e isso é positivo”, disse Scott Brown, economista-chefe da Raymond James.

“Há uma pressão enorme sobre o governo para tirar isso do caminho. Pode levar mais algumas semanas, mas eu espero que algum tipo de acordo seja feito.”

O índice de tecnologia do S&P subia 0,92 por cento, com a alta de 1,4 por cento no papel da Apple liderando o rali.

O setor industrial avançava 1 por cento, ajudado por uma alta nas ações de companhias sensíveis às tarifas, como Caterpillar e Boeing.

Por Shreyashi Sanyal e Amy Caren Daniel

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up