22 de Junho de 2008 / às 15:57 / em 9 anos

Massa vence na França e lidera F1 pela primeira vez

Por Alan Baldwin

<p>Felipe Massa ganhou neste domingo o Grande Pr&ecirc;mio da Fran&ccedil;a e assumiu a lideran&ccedil;a da F&oacute;rmula 1 pela primeira vez na carreira. Kimi Raikkonen, companheiro do brasileiro na Ferrari, foi o segundo. Photo by Regis Duvignau</p>

MAGNY-COURS (Reuters) - Felipe Massa ganhou neste domingo o Grande Prêmio da França e assumiu a liderança da Fórmula 1 pela primeira vez na carreira. Kimi Raikkonen, companheiro do brasileiro na Ferrari, foi o segundo.

A terceira vitória de Massa na temporada e oitava de sua carreira fez do paulista de 27 anos o primeiro brasileiro a liderar a tabela desde o tricampeão Ayrton Senna em 1993.

O campeão mundial Raikkonen, que venceu em Magny-Cours no ano passado, largou na pole position mas foi ultrapassado por Massa pouco depois da metade da prova, quando sua Ferrari perdeu velocidade por conta de um escapamento quebrado.

Massa cruzou a bandeira quadriculada 1,79seg adiante de Raikkonen, em uma tarde úmida e enevoada no circuito francês.

“Eu não esperava isso, às vezes você precisa de um pouco de sorte”, disse Massa depois da terceira dobradinha da Ferrari na temporada.

“O campeonato ainda está 100 por cento aberto e ainda temos muitas corridas pela frente.”

“É ótimo estar na frente, mas meu sonho não é liderar o campeonato, e sim vencê-lo. E vou fazer meu melhor para conseguir isso”, acrescentou.

Raikkonen não conseguiu disfarçar sua decepção, mas com o carro quase parando nos momentos finais, aceitou o segundo lugar.

“Vou ficar com os oito pontos, no campeonato isso ajuda muito”, disse ele aos repórteres.

HOMENAGEM DA TOYOTA

O italiano Jarno Trulli deu à Toyota, que lamenta a morte recente de seu ex-chefe de equipe Ove Andersson, seu primeiro pódio desde o GP da Austrália de 2006, depois de conter a McLaren de Heikki Kovalainen em uma disputa emocionante.

Os dois carros chegaram perto de tocar os pneus na penúltima volta, quando Kovalainen tentou em vão a ultrapassagem.

“Não acho que tocamos, só encostamos, como fazíamos no kart”, disse o italiano, cujo último pódio foi com a Toyota em maio de 2005. “Eu adoraria lutar assim em toda corrida.”

O polonês Robert Kubica, líder do campeonato com a BMW-Sauber antes da corrida deste domingo graças à sua vitória no Canadá, terminou em quinto, na frente da Red Bull do australiano Mark Webber.

Nelsinho Piquet marcou seus primeiros pontos na categoria após oito provas ao obter a sétima colocação, uma à frente de seu companheiro de Renault, o bicampeão Fernando Alonso.

Massa, o quarto piloto a liderar o campeonato no intervalo de quatro corridas, agora soma 48 pontos contra 46 de Kubica, com Raikkonen encerrando uma sequência de duas provas sem pontuação e subindo à terceira colocação com 43 pontos.

Lewis Hamilton, da McLaren, que estava empatado com Massa em segundo lugar, terminou em décimo depois de largar em 13o, por causa de uma punição de dez posições no grid de largada ocasionada pela colisão com Raikkonen na saída dos boxes no GP do Canadá.

O britânico de 23 anos sofreu outro golpe ao receber uma punição de passagem pelo boxe depois de 13 voltas, que o fez cair da nona para a 16a colocação.

O também britânico Jenson Button, da Honda, foi o único piloto que abandonou a corrida. Seu companheiro de equipe, Rubens Barrichello, foi o 14o.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below