12 de Maio de 2014 / às 21:29 / 4 anos atrás

Neymar cogita enfrentar Atlético e garante que estará 100% no Mundial

12 mai (Reuters) - O atacante Neymar afirmou nesta segunda-feira que está na fase final da recuperação de uma contusão no pé e que fará testes para saber se poderá jogar a partida decisiva do Barcelona pelo Campeonato Espanhol no sábado, garantindo que para a Copa do Mundo estará 100 por cento fisicamente.

“Para a Copa é certeza que vou estar 100 por cento. Estou na fase final de recuperação, estou vendo para ver se dá para jogar no domingo. Estou iniciando os treinamentos”, afirmou Neymar em conversa com internautas promovida por um de seus patrocinadores. O jogo, no entanto, acontece no sábado.

O Barcelona está três pontos atrás do líder Atlético de Madri, seu rival na partida em casa pela última rodada do torneio. Se vencer, o Barça fica com o título espanhol pelos critérios de desempate.

Depois de ser eliminado pelo mesmo Atlético nas quartas de final da Liga dos Campeões e de perder a final do Copa do Rei para o Real Madrid, o Barcelona tem no Campeonato Espanhol sua última chance de ser campeão na temporada.

“Tem que dar para a gente. Estamos nos preparando muito para isso. O Atlético é uma ótima equipe, tem grandes jogadores, vai ser difícil vencê-los, mas não temos outra opção”, disse Neymar.

O atacante brasileiro sofreu no dia 16 de abril um edema no quarto metatarso do pé esquerdo durante a final da Copa do Rei, e a previsão era que ele ficasse quatro semanas afastado dos gramados.

Esta foi a segunda contusão de Neymar na temporada. Em janeiro, ele sofreu um problema muscular em jogo contra o Getafe que o afastou do Barcelona por quase um mês.

Principal esperança da seleção brasileira no Mundial que começa no dia 12 de junho, em São Paulo, Neymar garantiu não sentir a pressão de ser o astro do time que atuará em casa.

“Eu estava meio ansioso pela convocação, e depois que saiu fiquei super feliz. A ficha ainda não caiu, vai cair só na hora mesmo”, afirmou.

“Nunca fui um cara de ficar lendo jornal, lendo as notícias na Internet. Leio, mas muito pouco, eu tenho que chegar aí (no Brasil) e jogar bola, ser feliz no Brasil... Não tem por que ficar nervoso, sentir pressão, você está no seu país, do lado da sua família”, disse ele, acrescentando que “não precisa” do trabalho de um psicólogo.

CABELO E COMEMORAÇÕES

Neymar admitiu que está “pensando” em fazer um penteado diferente para a Copa e que vai ensaiar com seus companheiros coreografias para comemorar os gols da seleção.

Na Europa desde julho, após a conquista da Copa das Confederações com o Brasil, o jogador disse que a maior dificuldade na adaptação é a saudade de casa, dos amigos e do clima brasileiro, mas que evoluiu taticamente.

“Você consegue evoluir em qualquer lugar. Aqui eu evolui sim, taticamente, com a bola também, assim como evolui no Brasil. Vou treinar mais para cada vez mais estar aprendendo.”

Quando chegou ao Barça, segundo ele, “parecia que estava dentro de um videogame”, jogando ao lado de craques como Lionel Messi, Xavi e Iniesta.

“Messi é um dos melhores que eu já vi jogar e treinar. O que ele faz com a bola é um dom natural. O que mais admiro nele é a precisão”, afirmou Neymar sobre o argentino, com quem já brincou sobre uma possível final do Mundial.

“Eu disse para ele ‘no Brasil não dá para vocês não. Só com a nossa torcida já é 1 x 0 para nós’”, contou.

Sobre o futuro, Neymar não descarta jogar em times brasileiros, inclusive paulistas, apesar de sua ligação com o Santos, mas disse querer encerrar sua carreira no time da Vila Belmiro.

Por Tatiana Ramil, em São Paulo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below